Como criar o hábito de ler?

A leitura só traz benefícios para a nossa vida. Entre eles, adquirir conhecimento, aprimorar a concentração e também expandir o vocabulário. Mas nem todo mundo gosta de ler. Muitas vezes bate aquela preguiça, ou até mesmo a famosa desculpa da “falta de tempo”. Você também usa alguma das desculpas citadas, mas está querendo reverter essa situação? Nós podemos te ajudar!

O primeiro passo, é escolher um livro de algum assunto que lhe agrade. Não precisa ser livro técnico ou um livro clássico, com difícil vocabulário. Pode ser até aquele romance “água com açúcar”, sabe? O importante é que você se identifique com o resumo da história.

Nguyen

Você também não precisa ler o livro de uma só vez. Leia aos poucos, com calma. Vá saboreando cada página, imaginando os acontecimentos e os personagens em sua cabeça. Leia em torno de um capítulo, ou 10 páginas, por dia. Isso basta. Você perceberá que aos poucos, ficará curioso para querer saber o que acontece em seguida, e assim, não conseguirá desistir da história antes de chegar ao final.

Se você precisa de muita concentração, escolha praticar a leitura em locais calmos e vazios, como por exemplo o seu quarto, antes de dormir. Deite em sua cama, de maneira confortável e assim absorva a história escolhida. Agora, se você não possui problemas com barulhos externos, aproveite para ler nas horas vagas, como por exemplo no trem, durante o trajeto até o trabalho, ou em um café, enquanto aguarda o cliente chegar para a reunião.

Alice Hampson

A leitura é um hábito, assim como exercícios físicos, e também requer muita disciplina para ser levada adiante. Mas, acredite: depois de adquirir esse hábito, você não conseguirá mais viver sem um livro ao lado da cama ou até mesmo na mochila. Seja ele digital ou do bom e velho papel.

Tudo bem não estar bem

O outono chegou. E não sei vocês, mas a mim ele sempre causa transformações. O frio começa a entrar pela janela, os dias terminam mais cedo e o desânimo começa a querer se aproximar. E sabe de uma coisa? Ao invés de ensinar você a espantar o desânimo, vou ensinar você a entendê-lo melhor.

Tem dias (ou até mesmo semanas) que a gente fica meio sem rumo, né? Seja por algum acontecimento específico, ou por múltiplas situações, chega um ponto em que a gente parece só querer ficar ali, quietinha, esperando o ânimo dar as caras novamente. E vou te contar um segredo: ele vai voltar! Você não precisa fingir que está tudo bem, forçar risadas ou sentir-se ingrata por estar meio pra baixo. É normal! Ninguém no mundo fica bem e feliz 24h por dia, 365 dias por ano.

Cada um de nós possui os seus ciclos e, em cada um de nós, ocorrem transformações internas. Já andei falando sobre isso a importância de fazer uma pausa, AQUI. Use esse tempo para tentar clarear seus sentimentos. Use esse tempo para colocá-los para fora. Escreva um texto, chore, medite. Calma, não precisa tomar nenhuma decisão importante! Não precisa também ser super produtiva. Se você tiver vontade de dormir uma horinha a mais, tudo bem também. Leve seu tempo para se recuperar. Não se cobre demais e também não deixe os outros cobrarem de você.

Porque, afinal de contas, a gente passa por muitos outonos e invernos em nossa vida. Mas no final, a gente sempre sabe que o sol e o calor da primavera e verão, voltarão a brilhar. É tudo questão de tempo.

Mudar é bom!

Muita gente não curte mudanças. Gosta da vida estagnada, com uma rotina bem definida. Uma pena, porque mudar é muito bom. Mudar aflora a nossa criatividade, nos deixa mais leves, diminui a nossa zona de conforto. E não precisa começar com uma mudança super radical, não. Pequenas atitudes já valem muito!

Comece mudando o corte de cabelo;

Depois, mude os móveis do quarto de lugar;

Quem sabe mudar a rotina? Levantar mais cedo?

Trocar de emprego, talvez? Fazer aquilo que você sempre gostou?

E, pros mais destemidos: Porque não mudar de casa, cidade, estado ou até mesmo país?

Todas as mudanças são positivas. É sinal de evolução. Afinal, não somos árvores para ficar enraizados, né?

Billy Pasco

Atualmente, estou passando por mudanças na vida pessoal e profissional. Na pessoal, estou há quase um ano evitando comer carne e tentando levar uma vida menos acelerada e frenética. Meditação e exercícios físicos fazem parte dessa minha nova vida. Na profissional, o Poliana de Aguiar Fotografias está deixando de existir. A partir de janeiro uma nova empresa surgirá. (E ainda não posso dar spoilers por aqui hahaha). Essas mudanças dão um gás na vida da gente. Ajudam a mudar a perspectiva de tudo ao nosso redor, além de nos deixar mais felizes e satisfeitos.

Slava Bowman

Mudanças não são sinal de fracasso. Mudanças são sinal de que você também mudou. Que tal aproveitar o novo ano que chega, para mudar também? Ao invés de trocar só o calendário, mude tudo aquilo que incomoda você. Agora é a hora! A vida é muito, muito curta pra criar raízes. (É SÉRIO!).

A Incansável Busca Pela Felicidade

Não é de hoje que a felicidade está ligada ao dinheiro. Muitas pessoas associam esses dois itens e acreditam que não é possível viver feliz gastando pouco.

Tem pessoas passam suas vidas inteiras buscando a felicidade em bens materiais. Seja um iPhone 15 (sim, eu sei que esse modelo não existe) ou o carro do próximo ano (porque o do ano atual já está ultrapassado, né) muita gente se contenta apenas quando coloca as mãos em itens assim. E, quando acontece algum imprevisto? A felicidade e a capacidade de contorná-lo, somem.

Morgan Sessions

Se você tem um pensamento semelhante, trabalha loucamente só para conseguir comprar coisas e “ser feliz”, PARE. Chegou o momento de você analisar a sua felicidade. Sei que parece clichê falar isso, mas tente ver a felicidade nas pequenas coisas.

Você quer ser feliz? Então precisa ser feliz AGORA, com o que tem. Aprenda que você tem tudo o que precisa. Descubra também como “precisar” tudo o que você tem. Itens desnecessários devem ir embora. Não adianta acreditar que a felicidade vem junto com as compras, isso é pura mentira! A felicidade precisa existir a cada manhã que o sol surge, a cada almoço em família ou a cada passeio de domingo. Ela precisa vir de dentro pra fora e não ao contrário. Comece hoje! Observe suas ações e seja grato pelos pequenos momentos. Assim, a felicidade plena surgirá. Pode ter certeza! 🙂

Averie Woodard