Como criar o hábito de ler?

A leitura só traz benefícios para a nossa vida. Entre eles, adquirir conhecimento, aprimorar a concentração e também expandir o vocabulário. Mas nem todo mundo gosta de ler. Muitas vezes bate aquela preguiça, ou até mesmo a famosa desculpa da “falta de tempo”. Você também usa alguma das desculpas citadas, mas está querendo reverter essa situação? Nós podemos te ajudar!

O primeiro passo, é escolher um livro de algum assunto que lhe agrade. Não precisa ser livro técnico ou um livro clássico, com difícil vocabulário. Pode ser até aquele romance “água com açúcar”, sabe? O importante é que você se identifique com o resumo da história.

Nguyen

Você também não precisa ler o livro de uma só vez. Leia aos poucos, com calma. Vá saboreando cada página, imaginando os acontecimentos e os personagens em sua cabeça. Leia em torno de um capítulo, ou 10 páginas, por dia. Isso basta. Você perceberá que aos poucos, ficará curioso para querer saber o que acontece em seguida, e assim, não conseguirá desistir da história antes de chegar ao final.

Se você precisa de muita concentração, escolha praticar a leitura em locais calmos e vazios, como por exemplo o seu quarto, antes de dormir. Deite em sua cama, de maneira confortável e assim absorva a história escolhida. Agora, se você não possui problemas com barulhos externos, aproveite para ler nas horas vagas, como por exemplo no trem, durante o trajeto até o trabalho, ou em um café, enquanto aguarda o cliente chegar para a reunião.

Alice Hampson

A leitura é um hábito, assim como exercícios físicos, e também requer muita disciplina para ser levada adiante. Mas, acredite: depois de adquirir esse hábito, você não conseguirá mais viver sem um livro ao lado da cama ou até mesmo na mochila. Seja ele digital ou do bom e velho papel.

Hora de colocar a casa em ordem (e a vida também!)

O outono é uma estação propícia para mudanças. Sejam elas pessoais, profissionais, espirituais… Assim como as árvores vão perdendo as suas folhas, nós precisamos aprender a abrir mão daquilo que já não nos tem serventia. Aqui no blog, nós batemos muito na tecla do minimalismo, de aprender a viver com menos. Dessa forma, podemos viver de maneira mais plena e nossa alma fica mais leve também. Que tal você aproveitar essa nova estação que chegou, para colocar a sua casa e vida em ordem? Abaixo, algumas dicas para você se organizar, liberar espaço na sua casa e no coração. Então bora abrir todas as janelas, tocar aquela playlist gostosa e colocar a mão na massa?

1- DEFINA O QUE FICA E O QUE VAI: Roupas, utensílios de cozinha, livros, CDs, documentos… Analise gaveta por gaveta, caixa por caixa. Fique apenas com itens necessários. Ou seja, que você adora, que remetem à lembranças boas e que estão em boas condições. Objetos quebrados, documentos sem validade, roupas que você nunca usa, tchau! O seu cérebro associará essa “arrumação” de espaços físicos, com a sensação de que está tudo em ordem. Sendo assim, você se sentirá mais leve e feliz.

Tu-tu

2 – ARRUME SEU ESPAÇO DE TRABALHO: Trabalhar com uma bancada cheia de bagunça, dá a sensação de milhões de tarefas a serem feitas. Chegou aquela hora de analisar aquela pilha de papéis, se desfazer do que não é necessário, separar os papéis importantes em pastinhas etiquetadas, etc. Outra dica legal é fazer uma boa limpeza em seu computador, caixa de e-mails, programas e aplicativos que você não usa. Essas pequenas ações a deixarão mais produtiva e você otimizará seu tempo.

3- DÊ NOVAS UTILIDADES PARA OBJETOS ANTIGOS: Você pode transformar objetos sem uso, para utilizá-los com uma função totalmente nova. Aqui em casa, por exemplo, um conjunto de linhas de bordado se tornaram um chaveiro bem moderno. Um cinzeiro de pedra se tornou um porta-jóias. Mas lembre-se: esses objetos precisam ser ÚTEIS! Aproveite o Pinterest para se inspirar! 😉

Roman Bozhko

4- PARE DE PERDER DINHEIRO: Sabe quando compramos algo e depois descobrimos que já temos em casa não precisava ter comprado? Pois é, assim perdemos dinheiro de maneira desnecessária. Se você mantiver tudo organizado, saberá onde cada item está e não precisará comprar de novo sem necessidade.

5- FAÇA AQUELA BOA FAXINA: Aproveite que o frio ainda não chegou e faça uma limpeza geral em toda a casa. Mova os móveis de lugar, tire toda a poeira e limpe até nos cantinhos mais difíceis. Deixe o sol entrar pelos cômodos e a poeira sair pelas janelas! Depois, com tudo limpinho e arrumado, acenda uma vela perfumada. Além de uma simples faxina, esse ritual pode simbolizar também a remoção de coisas negativas dentro de você. Assim como a poeira que sai, tire todos os sentimentos negativos!

Volha Flaxeco

É importante manter a casa organizada, pois o lugar em que vivemos reflete como somos ou como estamos nos sentindo em determinado momento. Então, bora deixar essa casa leve, alegre e cheia de coisas boas? 🙂

Tudo bem não estar bem

O outono chegou. E não sei vocês, mas a mim ele sempre causa transformações. O frio começa a entrar pela janela, os dias terminam mais cedo e o desânimo começa a querer se aproximar. E sabe de uma coisa? Ao invés de ensinar você a espantar o desânimo, vou ensinar você a entendê-lo melhor.

Tem dias (ou até mesmo semanas) que a gente fica meio sem rumo, né? Seja por algum acontecimento específico, ou por múltiplas situações, chega um ponto em que a gente parece só querer ficar ali, quietinha, esperando o ânimo dar as caras novamente. E vou te contar um segredo: ele vai voltar! Você não precisa fingir que está tudo bem, forçar risadas ou sentir-se ingrata por estar meio pra baixo. É normal! Ninguém no mundo fica bem e feliz 24h por dia, 365 dias por ano.

Cada um de nós possui os seus ciclos e, em cada um de nós, ocorrem transformações internas. Já andei falando sobre isso a importância de fazer uma pausa, AQUI. Use esse tempo para tentar clarear seus sentimentos. Use esse tempo para colocá-los para fora. Escreva um texto, chore, medite. Calma, não precisa tomar nenhuma decisão importante! Não precisa também ser super produtiva. Se você tiver vontade de dormir uma horinha a mais, tudo bem também. Leve seu tempo para se recuperar. Não se cobre demais e também não deixe os outros cobrarem de você.

Porque, afinal de contas, a gente passa por muitos outonos e invernos em nossa vida. Mas no final, a gente sempre sabe que o sol e o calor da primavera e verão, voltarão a brilhar. É tudo questão de tempo.

#Respeitaasmina #6: Nina Simone

Eunice Kathleen Waymon, mais conhecida pelo nome artístico de Nina Simone, nasceu no ano de 1933, em Tryon, Carolina do Norte, Estados Unidos. A infância de Nina foi pobre e simples, porém, isso não a impediu de se interessar pela música desde cedo. Começou a cantar em bares de cabarés para poder se sustentar. Além da sua voz única que misturava jazz, blues, folk, soul e música clássica, ficou conhecida também por ser uma mulher de fibra, e que lutava bravamente pelos direitos civis dos negros.

“Eu podia cantar para ajudar meu povo e isso se tornou o principal esteio da minha vida. Nem o piano clássico, nem a música clássica, nem mesmo a música popular, mas a música dos direitos civis.” Nina Simone

A música era definitivamente a sua melhor arma. Nina foi uma mulher incrível justamente por não ter medo de se posicionar, e ser uma das primeiras mulheres negras a frequentar diversos espaços. Suas músicas expressavam os seus sentimentos e o ativismo contínuo.

Quando tinha somente 17 anos, mesmo dedicando-se inteiramente, não foi aceita em um conservatório de música clássica, chamado Curtis Institute of Music. Nina atribui essa rejeição ao fato de ser uma mulher negra, e isso tudo só a fez ter ainda mais vontade de lutar por sua música e seus diretos como mulher.

Na década de sessenta, casou-se com o detetive Andrew Stroud, que mais tarde veio a se tornar o seu empresário, e teve sua única filha chamada Lisa Simone. Os dois se separam anos mais tarde, devido aos diversos desentendimentos. Segundo fontes, ele até mesmo havia espancado ela.

Em 1963, a sua música Mississipi Goddam tornou-se um hino da causa negra. A canção fala do um assassinato de quatro crianças negras em uma igreja de Birmingham. A partir de então, Nina envolveu-se completamente com as causas do povo negro e não parou mais.

No início da década de noventa, com mais de cinquenta anos de idade, Nina descobriu um câncer de mama em estágio avançado, e lutou bravamente contra ele por mais de dez anos. Também foi diagnosticada com uma forte depressão e com transtorno bipolar. As diversas medicações prejudicaram bastante a sua vida, especialmente em sua carreira, além de passar a conviver com crises de pânico e ansiedade constantemente. Ela faleceu no ano de 2003, aos 70 anos de idade, na França.

Recentemente, a Netflix lançou um documentário que conta sobre a vida de Nina Simone, com um enfoque no seu transtorno bipolar. Mesmo assim, existem outros documentários pela internet que contam mais detalhes da sua carreira musical e artística. Ainda assim, da pra ter um gostinho do que foi esse ícone assistindo o trailer abaixo, confira:

E aí, gostou de conhecer um pouco mais sobre a Nina Simone? Tem algum outro fato da história dela que gostaria de acrescentar? Escreve pra gente nos comentários e não deixa de compartilhar com outras mulheres igualmente incríveis que você conhece. 🙂

Referências: 1 | 2 | 3

#Respeitaasmina #3: Elza Soares

Em comemoração/respeito à semana da mulher, desde segunda-feira, estamos fazendo um post por dia com histórias e trabalhos de mulheres incríveis. Se você não viu o que já rolou, clique aqui, e aqui e confira outras duas mulheres sensacionais.

Hoje, vamos falar de uma mulher brasileira de muito talento e força: Elza Soares. Ouzo dizer que poucas pessoas realmente conhecem a sua história. Quem vê essa senhora de aparência diferente e frágil, não imagina tudo o que ela já teve de enfrentar e o que passou em seu passado para chegar onde está.

Elza da Conceição Soares nasceu em 1937, no Rio de Janeiro, e teve uma infância pobre, porém feliz. Aos 13 anos casou-se com o seu primeiro marido, e aos 14 deu a luz ao seu primeiro filho. Aos 15 anos, perdeu o seu segundo filho, e aos 21 anos, tornou-se viúva. Sozinha e com cinco filhos para criar, ela começou a trabalhar como faxineira e empregada doméstica. Porém, sempre quando conseguia, buscava participar de programas de calouros, onde cantava, pois esse havia sempre sido o seu sonho.

Anos mais tarde e já atuando como cantora, Elza conheceu o jogador Garrincha. Como ele era casado com outra mulher na época, Elza foi muito xingada e ameaçada de morte por diversas pessoas, pois segundo elas, ela teria sido a “culpada” pela separação dele. Eles se casaram em 1968 e ficaram juntos por 16 anos.

Elza em uma apresentação

Apesar de se gostarem muito, Elza sofreu bastante com o alcoolismo do jogador, que morreu de cirrose anos mais tarde. O filho deles, que tinha o mesmo nome do pai, morreu em um acidente de carro em 1986, com apenas 9 anos de idade. Esse acontecimento deixou Elza extremamente abalada, o que a fez tentar suicídio, porém felizmente, o pior não aconteceu.

Todas estas infelicidades, jamais deixaram com que Elza desistisse de cantar, ou tirasse o seu sorriso do rosto. Ao longo de sua carreira, ela coleciona diversos prêmios e indicações, e recentemente, foi eleita pela BBC de Londres como “a cantora do milênio”.

Seu mais recente disco, lançado em 2015, se chama “A mulher do fim do mundo”, e olha, QUE ÁLBUM! Mesmo pra quem não curte samba ou MBP, recomendamos fortemente. Principalmente, pela mulher que Elza é, por sua história e claro, talento nato.

O 34° álbum dela traz músicas inéditas de sua carreira, e misturam gêneros como samba, rock, rap e eletrônica, tratando de temas como a violência doméstica, sofrimento urbano, transexualidade, negritude, entre outros. O álbum ganhou o Grammy Latino 2016 na categoria Melhor Álbum de Música Popular Brasileira. A canção “Mulher do Fim do Mundo” faz parte da trilha sonora da série brasileira 3%, da Netflix. Veja o clipe oficial da música logo abaixo.

Álbum “A mulher do fim do mundo”, Elza Soares

É claro que existem muito mais detalhes a respeito da vida de Elza que não foram relatados aqui, senão ficaríamos até amanhã escrevendo, de tanta vida e alma que esta mulher possui. Mesmo assim, o que fizemos foi buscar formular os principais acontecimentos e trabalhos, que fazem desta uma grande mulher uma pessoa singular.

Elza rainha em seu “trono”

Tem alguém que você conhece que gostaria de conhecer um pouco mais sobre ela? Então, compartilha essa publicação! Também queremos saber o que você achou do post e também das músicas da Elza. Portanto, não deixe de comentar. 🙂

Referências: 1 | 2 | 3

A importância da pausa

Existem dias em que o desânimo toma conta e que tudo aquilo que parecia fazia sentido, deixa de fazer. A vontade de levantar da cama se torna quase inexistente e a vontade de ficar ali, quietinha, pensando na vida, parece de longe a melhor opção. Você já se sentiu assim? Fique tranquila, você não é a única! A maioria das mulheres também sentem isso ao menos uma vez por mês. E está tudo bem. É super normal e faz parte do ciclo menstrual.

Ao invés de sentir culpa, precisamos “desfrutar” desse momento. É tempo de reflexão. Precisamos entender que esses momentos de pausa são necessários em nossa vida. Analisar cada situação e tentar entender se estamos seguindo pelo caminho certo e tomando as melhores decisões. Pense na vida. Analise o que você tem feito para atingir suas metas pessoais e profissionais.

Benjamin Combs

Listamos aqui algumas dicas que podem ajudar você a sentir-se melhor:

  • TOME UM BANHO RELAXANTE: Lave a sua alma com um banho quentinho. Sinta o desânimo deixando o seu corpo e escorrendo pelo ralo. Use sais de banho, óleos perfumados ou seu sabonete preferido. O importante é deixar seu corpo bem hidratado e perfumado.
  • COLOQUE UMA ROUPA CONFORTÁVEL: Tire o pijama! Coloque aquela calça de abrigo super gostosa ou aquele suéter grandão. Sinta-se confortável e amparada.
  • PERFUME SUA CASA: Acenda uma velinha perfumada, um incenso ou até mesmo borrife seu aromatizador favorito pela casa. Abra as janelas e renove as energias!
  • OUÇA MÚSICA: Coloque sua playlist favorita para tocar. Cante junto ou apenas feche os olhos e ouça.
Roberto Nickson
  • OCUPE SUA MENTE: Leia um livro ou assista a algum filme. Mantenha sua mente ocupada e busque por inspiração.
  • VOCÊ MERECE UM AGRADO: Que tal dar uma caminhadinha até a padaria do bairro e comer uma fatia daquela torta gostosa, com um café bem quentinho? Hoje pode, você merece!
  • FAÇA LISTAS: Liste todas as suas qualidades. Trace novos objetivos. Liste ao menos 5 coisas boas que aconteceram com você no últimos tempos. Você vai perceber o quão sortuda e privilegiada é!
  • DESCANSE BASTANTE: Coloque seu sono em dia. Descanse bastante e vá dormir cedo. Você estará pronta para levantar da cama no dia seguinte e conquistar o mundo!
Jacalyn Beales

Claro, você não precisa esperar até ficar desanimada para usar uma das dicas acima. O ideal é que você faça algo por si mesma, todos os dias. Lembre-se que a saúde mental é tão importante quanto a física e que só estaremos cem por cento bem, se nossa mente estiver bem também. Respeite seu corpo e seus limites!

Mudar é bom!

Muita gente não curte mudanças. Gosta da vida estagnada, com uma rotina bem definida. Uma pena, porque mudar é muito bom. Mudar aflora a nossa criatividade, nos deixa mais leves, diminui a nossa zona de conforto. E não precisa começar com uma mudança super radical, não. Pequenas atitudes já valem muito!

Comece mudando o corte de cabelo;

Depois, mude os móveis do quarto de lugar;

Quem sabe mudar a rotina? Levantar mais cedo?

Trocar de emprego, talvez? Fazer aquilo que você sempre gostou?

E, pros mais destemidos: Porque não mudar de casa, cidade, estado ou até mesmo país?

Todas as mudanças são positivas. É sinal de evolução. Afinal, não somos árvores para ficar enraizados, né?

Billy Pasco

Atualmente, estou passando por mudanças na vida pessoal e profissional. Na pessoal, estou há quase um ano evitando comer carne e tentando levar uma vida menos acelerada e frenética. Meditação e exercícios físicos fazem parte dessa minha nova vida. Na profissional, o Poliana de Aguiar Fotografias está deixando de existir. A partir de janeiro uma nova empresa surgirá. (E ainda não posso dar spoilers por aqui hahaha). Essas mudanças dão um gás na vida da gente. Ajudam a mudar a perspectiva de tudo ao nosso redor, além de nos deixar mais felizes e satisfeitos.

Slava Bowman

Mudanças não são sinal de fracasso. Mudanças são sinal de que você também mudou. Que tal aproveitar o novo ano que chega, para mudar também? Ao invés de trocar só o calendário, mude tudo aquilo que incomoda você. Agora é a hora! A vida é muito, muito curta pra criar raízes. (É SÉRIO!).

The Global Goals: Uma dose de esperança de um mundo melhor!

No último final de semana em uma conversa com um grupo de amigas, uma delas falou sobre The Global Goals. Projeto interessantíssimo, mas que nenhuma das 15 pessoas presentes na sala havia ouvido sobre.

Meu objetivo não é criticar a mídia sobre divulgar apenas o que vende ou que é de interesse de uma minoria da população, mas pasmem, este projeto foi posto em prática em 25 de setembro de 2015! Sim, mais de dois anos e sequer ouvimos falar o nome do projeto!

Pois bem, decidi fazer um breve resumo desta atitude que – na minha humilde opinião – é maravilhoso! E trás esperança nesses tempos de turbulência que temos passado.

OS OBJETIVOS MUNDIAIS!

The Global Goals é um projeto desenvolvido pela ONU, onde são estabelecidos 17 objetivos para atingir 3 macro objetivos, que são: erradicar a pobreza extrema, combater a desigualdade e a injustiça e corrigir as mudanças climáticas. Tudo isto para construirmos um mundo melhor! Desde 25 de setembro de 2015, 193 países se comprometeram a cumprir os objetivos estabelecidos e, de acordo com a realidade de cada país, foram estabelecidas metas para cada um dos objetivos. Todos os objetivos se conectam de alguma maneira, a melhoria de um é o pontapé para o início do progresso de outro.

Eu poderia passar horas aqui escrevendo sobre cada um dos objetivos, mas me estenderia demais e alguns desistiriam de ler na metade. Clica aqui para saber todos os detalhes e informações importantes sobre o assunto.

Uma coisa que é muito legal no projeto (mais uma coisa, porque este projeto é demais!), é que existem os goalkeepers. Os goalkeepers são pessoas influentes que se comprometem a monitorar e cobrar os governos sobre seu desempenho em relação ao The Global Goals como, por exemplo, cortes de verbas em setores vitais para o sucesso dos objetivos. Entre os goalkeeper temos nomes como Barack Obama, Bill Gates, Malala Yousafzai, Will.I.Am, entre outros.

Sabemos que melhorar 100% todos os pontos destacados no projeto é um sonho que somente será realizado após muitos anos de trabalho e dedicação mundial, porém precisamos começar de alguma maneira, certo? Então, a ideia do projeto é que em 15 anos os países inscritos comprovem melhorias nos indicadores de cada objetivo.

Falando a nível Brasil, nós sabemos que, infelizmente, a administração de nosso país está longe de ser das melhores (de novo, meu objetivo não é criticar nosso governo). Com base nisso, enquanto cidadãos, precisamos cobrar nossos governantes, saber se os investimentos estão sendo feitos de acordo com as metas para realização dos 17 objetivos. Pode parecer clichê, mas nós precisamos nos empenhar, entrar em ação e, principalmente, dar o exemplo para contribuir para tantas melhorias, porque, embora seja de responsabilidade do governo gerir o projeto, o povo também tem suas responsabilidades, que são muito grandes. Então vamos dar o exemplo, divulgar este lindo projeto e, o ponto que penso ser a chave para tudo, ter empatia!

Obs: Lauren, obrigada por ter me apresentado o The Global Goals!

A felicidade que está dentro de nós

Todas nós queremos ser felizes, isso é fato. O problema é quando depositamos toda essa alegria em coisas, pessoas ou situações que estão além de nós mesmas. Pensamentos como “eu só serei realmente feliz quando conseguir aquela promoção”, ou “só serei uma pessoa feliz de verdade quando emagrecer 10 quilos”, “só serei plena e linda quando achar um emprego novo”, “começarei a cuidar mais de mim mesma depois que eu encontrar um namorado”, etc, etc, etc. Certamente, muitas de vocês já passaram por isso. A verdade é que essa felicidade em longo prazo nunca chega a existir de verdade.

Jiří Wagner

Aprendemos durante toda a nossa vida que finais felizes existem, os filmes nos mostram muito bem isso. A mocinha que sofreu durante toda a sua vida e no fim encontra no seu melhor amigo, o seu príncipe encantado. A professora que passa o diabo nas mãos dos alunos, mas no fim, aleluia! Consegue colocá-los nos eixos, e todo mundo se abraça e comemora chorando. O garoto que sofreu durante toda a sua a infância, mas no fim, cresce alguém super inteligente e determinado, e finalmente pode mostrar a todos que lhe fizeram sofrer o quanto venceu na vida. Que alegria seria se toda a nossa vida se resumisse apenas a uma história de ficção. Só que não. 

Mas, e depois? O que acontece após o fim do filme com aqueles personagens, quando o letreiro sobe, a televisão se desliga e nós (pobres mortais) voltamos para as nossas vidas comuns e rotineiras? A verdade é que a felicidade não é um sentimento final e permanente, daqueles que encontramos após duas horas de filme. Mas, sim, um estado momentâneo, e que precisa, a todo momento, ser estimulado por nós mesmas.

Allef Vinicius

O meu conselho, após todas essas palavras aparentemente desanimadoras é: não deposite toda a sua felicidade em situações, coisas ou pessoas que estão além de você mesma. Isso pode parecer bem clichê num primeiro momento, tipo papo de auto-ajuda. Mas, só quem já passou pela situação de ter todas as suas expectativas jogadas por água abaixo, sabe o quanto a base da nossa felicidade não deve, nunca, estar apoiada em nada, nem ninguém. Aprenda a se amar, e a nutrir suas próprias expectativas, e acima de tudo, a ser a única responsável pela sua felicidade. Você verá que tudo vai ficar mais leve!

Haley Phelps

6 pequenas ações que podem fazer a diferença

Quem fala que pequenas atitudes não podem trazer grandes mudanças, certamente nunca ouviu a história do beija-flor e o incêndio na floresta. Apesar de ser um conto bem antigo e clichê, gostaria de dividir aqui com vocês:

“Certo dia, houve um grande incêndio na floresta, e todas as áreas foram cercadas por um fogo denso. Os animais, atônitos, não sabiam o que fazer e nem para onde correr. De repente, todos pararam e viram que o beija-flor ia até a margem do rio, mergulhava, pegava em seu bico algumas gotas de água, voava até o fogo e deixava a gotinha cair sobre as labaredas. O elefante, vendo aquilo, disse-lhe: “Você está louco? Acredita que esta simples gota pode apagar um incêndio tão grande?”. Ao que o passarinho respondeu: “Eu estou fazendo a minha parte e se todo mundo ajudar com certeza conseguiremos alguma coisa”.”

Parece uma história bem boba não? Mas, agora imagine se cada animal da floresta também fizesse o mesmo que o beija-flor fez. Quantas pessoas não são assim como estes outros animais da floresta no seu dia-a-dia. Quantos dilemas poderiam ser resolvidas se todos dessem as mãos e ajudassem. E aqui não estou falando de feitos enormes, gigantescos, mas sim, de pequenas atitudes que qualquer um pode adotar diariamente. Pensando nisso, elaborei aqui algumas pequenas ações que quando olhadas de perto parecem pequenas, mas que juntas, podem fazer toda a diferença.

1 | SEPARAR O LIXO

Pois é, já estamos no ano de 2017, mas ainda existem pessoas que não separam o lixo na sua casa. Ou pior ainda, que julgam e condenam quem o faz, assim como os catadores profissionais e outras pessoas que trabalham com reciclagem. Pode parecer algo pequeno, mas se cada material for descartado em seu devido lugar, o planeta ficará mais limpo e muitos materiais poderão ser reaproveitados.

2 | USAR MENOS PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS

Que os produtos industrializados fazem mal à saúde, não é novidade para ninguém. Se cada pessoa diminuísse o consumo destes produtos, além de melhorar seu bem-estar, ainda estariam incentivando a diminuição da produção dos mesmos. Opte por produtos orgânicos e naturais! Ame-se e ame também o planeta em que vive!

Vladimir Tsokalo

3 | USAR UM PRODUTO ATÉ O FINAL

Usar o mesmo perfume até o final, ao invés de consumir vários ao mesmo tempo (e deixar todos ficarem velhos…) é uma maneira de economizar e também cuidar do meio ambiente, descartando menos lixo por aí. Produtos de higiene, como por exemplo shampoo e creme dental, também podem ser usados até o final, se cortarmos uma parte da embalagem e usarmos até o restinho que fica preso na parte interna do tubo.

4 | SER GENTIL COM AS PESSOAS

Você já parou pra pensar que um “bom-dia” ou um “obrigado” podem melhorar o dia de alguém? Gentileza gera gentileza e o melhor: é grátis!

Katy Belcher

5 | NÃO JULGAR OS OUTROS

Você não sabe pelo que o outro está passando. Você não sabe quais são os problemas e dificuldades que ele enfrenta. Ao invés de julgar, use essa energia para focar em seu sucesso.

6 | DOAR E DESAPEGAR

Pode parecer simples, porém muitas pessoas possuem dificuldade em se desfazer de alguns itens. Você já parou pra pensar quantas pessoas podem vestir aquela roupa que você não usa há mais de ano? Quantos podem usar aquele tênis que está lá guardado no fundinho do armário? Seja consciente e ajude o próximo! Uma simples peça de roupa pode mudar a vida de alguém.

É claro que além destas, existem outras dezenas de ações que podem ser incorporadas no seu dia-a-dia e que podem lhe surpreender a longo prazo. Que tal adotarmos pelo menos esta seis para alcançarmos um mundo mais pleno? Se cada “beija-flor” depositar uma gota de água, o incêndio será apagado.

A rotina matinal – Detalhes que fazem diferença

Eu não sou e nunca fui uma pessoa matutina. Desde muito pequena, durante a época de escola, acordar cedo me deixava muito mau humorada. Com o passar do tempo, descobri que esse desânimo pela manhã só vinha a me prejudicar, pois acordar com o “pé esquerdo” acaba refletindo durante todo o dia. E ninguém gosta de azedar o dia todo por causa de uma bobagem dessas, né? Pensando nisso, resolvi compartilhar por aqui algumas dicas que me ajudam a acordar mais disposta e alegre. O que, claro, aumenta a minha capacidade de produzir, pela manhã.

COLOCAR SUA MÚSICA FAVORITA COMO ALARME DO DESPERTADOR: Nada como acordar cantando uma música que você tanto gosta, né?

ALONGAR TODO O CORPO E ESPREGUIÇAR: Além da sensação de bem estar, esticar os músculos ativa a circulação sanguínea, “acordando” o cérebro.

Alexander Possingham

AGRADEÇA PELO NOVO DIA QUE SE INICIA E MENTALIZE CINCO COISAS BOAS: Se você acordar pensando que seu dia será uma droga, assim será. Agora, se você acordar pensando em coisas que tornarão seu dia melhor, assim será também!

TOME UM BANHO QUENTINHO, PERFUME-SE E VISTA SUA MELHOR ROUPA: Três passos que levarão o seu astral lá pra cima!

Karla Alexander

BEBA UM COPO D’ÁGUA: Beber água pela manhã ajuda a purificar e “acordar” seus órgãos internos. A sua saúde agradece.

TOME UM CAFÉ BALANCEADO: Nada de sair de casa sem tomar café da manhã, ok? Sei que muitas vezes não dá tempo ou vontade. (Eu, por exemplo, não sinto fome pela manhã). Mas ao menos uma xícara de café e uma banana, não tem desculpas! Rsrsrs.

Megan Savoie

PLANEJE O SEU DIA NA NOITE ANTERIOR: Dessa maneira, você não perde tempo com imprevistos e consegue planejar e organizar as tarefas que tem pela frente.

VIVA UM DIA DE CADA VEZ: Aproveite cada minuto do seu dia, pois ele é único. Lembre-se também de que nenhum dia é igual ao outro (e essa é a beleza da vida!).

Gostou das dicas? Então bora acordar super animada e pronta pra o que vier!

8 ideias de home office para você se inspirar

Quem trabalha em casa certamente já passou pela situação de ter que adaptar um cômodo da casa como espaço de trabalho. O home office está se tornando um espaço cada vez mais comum nos dias de hoje, visto que empresas do mundo inteiro estão aderindo ao estilo. Além de trazer aconchego (pois trabalhamos em nossa própria casa), o home office é também uma ótima opção para quem quer gastar menos e não ter que se estressar com o ritmo frenético das ruas das grandes cidades. Pensando nisso, separamos 8 ideias de decoração para inspirar você!

Todo home office que se preze, precisa ser um espaço tranquilo e de aconchego. Não é porque você trabalha em casa, que não possui regras e prazos para cumprir. Uma boa ideia é usar itens de decoração sóbrios e inteligentes, com alguns itens coloridos. Um sofá para relaxar também é válido, afinal, descansar para renovar a energia também é essencial!

Outro fator importante para quem deseja ter um espaço de trabalho em casa, é ter alguns itens que tenham a sua cara e que lhe tragam boas lembranças. Bora colocar aquela foto de família no porta-retrato? E aqueles enfeites que você comprou quando vez certa viagem?

Plantas e animais são sempre uma ótima pedida. As plantas alegram o ambiente. E os animais, não precisamos nem comentar, né? Já pensou poder trabalhar com o seu animalzinho de estimação aconchegado pertinho de você?

E aí, que tal colocar em prática algumas ideias e transformar o seu cantinho preferido da casa? Ah, e também queremos conhecer o seu cantinho. Nos envie fotos do seu home office, vamos adorar!

5 Atitudes para uma vida mais simples

Simplicidade nem sempre quer dizer somente ter poucos bens materiais. É claro que toda pessoa minimalista faz questão de não acumular muitos objetos, é uma consequência do seu estilo de vida. Mesmo assim, ser alguém simples tem a ver principalmente com pequenas atitudes que são tomadas no seu dia. Se você está buscando levar uma rotina mais leve e tranquila, este post é para você.

Dawid Zawiła

1. PERCEBA O LADO DAS COISAS 

A primeira e mais profunda dica pode fazer toda a diferença na maneira como você conduz a sua vida. Perceber o lado bom da vida é um hábito. Se você ainda não possui essa prática, experimente, comece aos poucos. Durante todos os dias, separe um momento do seu dia e faça uma reflexão e perceba pelo menos, uma coisa boa que tenha acontecido com você. Aos poucos, perceberá que essa atitude passará a fazer parte de sua rotina, e com certeza fará toda a diferença na maneira como você lida com cada desafio.

2. APRENDA A OUVIR 

Tão importante quanto expressar seus sentimentos, saber ouvir também é extremamente necessário. Nos dias de hoje, com tanta correria, muitas vezes acabamos não dando a devida atenção ao que as outras pessoas tem a nos dizer. Aprenda a parar e ouvir. Saiba ter calma e ouvir quando alguém pede sua ajuda. Muitas vezes problemas que parecem enormes e se tornam extremamente simples quando temos quem nos escute com atenção. Seja essa pessoa que sabe ouvir também.

Cara Fuller

3. SEJA CONSCIENTE COM SUAS AQUISIÇÕES 

Sem dúvida, esta é uma atitude essencial para quem deseja atingir uma vida mais simples e plena. Comprar por comprar não vai lhe trazer mais felicidade, pelo contrário, pode até lhe causar mais sofrimento quando você passa a trabalhar exaustivamente, apenas para ganhar mais dinheiro e ter mais bens materiais. Antes de comprar algum produto, experimente fazer algumas perguntas a si mesmo: “Eu realmente preciso disso que estou comprando? O preço que estou pagando por isso realmente vale a pena? Por quanto tempo isto estará na minha vida e quais os possíveis problemas que isso pode me causar?”. Não caia na tentação de comprar por comprar.

4. ENFRENTE SEUS SENTIMENTOS NEGATIVOS 

Viver é um eterno sobe e desce existencial. Com a experiência, vamos aprendendo que não tem como fugir dos problemas. Então, quando algo ruim acontecer, ou algum sentimento negativo lhe invadir, tenha bom senso e acolha e enfrente este sentimento, ao invés de apenas o ignorar. Muitas vezes, durante a infância, aprendemos que existe um lado feio nosso que não devemos mostrar para ninguém. Esta atitude num primeiro momento parece inofensiva, mas, ao poucos, ela vai fazendo com que passemos a enterrar todos os problemas embaixo do tapete. Porém, isso nunca resolve nada. Pelo contrário, muitas vezes faz com que fiquemos muito pior com o passar do tempo.

5.CULTIVE BOAS AMIZADES 

Acho que nem preciso dizer muito sobre essa atitude né? Cultivar boas amizades faz para bem para qualquer pessoa desde que o mundo é mundo. Seja um bom amigo e divida sua vida com quem também gosta de você, seja paciência e aprenda a dividir e a ouvir os seus amigos. Seja aberta a novas amizades e lembre-se sempre que ninguém é perfeito. Amigos são tudo na vida! 💜

Ornella Binni

Você sabe dizer NÃO?

Desde criança, somos ensinadas a obedecer nossos pais e cuidadores. Muitas vezes, a palavra “educação” vem acompanhada de muita calma e polidez. Nas meninas, essa regra é repassa ainda com mais força. Garotas devem ser sempre gentis e meigas, enquanto meninos apesar de também regrados, é permitida uma maior liberdade de vez em quando.

Joseph Young

O problema é quando a polidez fica grande demais e confunde-se educação com falta de amor próprio. Muitos pais na ânsia de evitarem que seus filhos sofram, acabam polindo demais suas atitudes, colocando-os dentro de bolhas existenciais. O resultado disso são adultos inseguros, sem personalidade e que muitas vezes acabam se doando demais às outras pessoas.

É importante levarmos em conta que dizer NÃO nem sempre significa faltar com educação, e que esta atitude pode representar a linha tênue que separa o seu respeito por si mesmo e das pessoas ao seu redor. Saber dizer não a um convite para sair quando você está ocupada demais ou muito cansada, nem sempre significa que está fazendo pouco caso. Ser sincera com uma pessoa e dizer que você não vai aceitar aquele trabalho porque não gosta de desempenhar determinada função, nem sempre quer dizer desinteresse, mas sim que você realmente não gosta de fazer aquilo e por isso está sendo verdadeira. É preciso coragem para dizer a verdade.

Bryan Minear

É muito chato e até triste estar perto de alguém que tenta agradar o tempo todo. Se nem os maiores profetas e gurus que já vieram a esse mundo, não conseguiram agradar a todos, porque você precisa agir assim? Há sempre uma outra necessidade muito grande por trás de alguém que tenta ser sempre perfeito. Insegurança? Medo? Teimosia?

Perfeição não existe e nem nunca vai existir. Vivemos em um mundo confuso e que a cada dia nos apresenta novos desafios. É necessário deixar o rio fluir conforme o seu curso, por mais que existam pedras em seu caminho. São os empecilhos que nos fazem crescer e ter consciência de quem somos. Aprenda a dizer NÃO e deixe fluir suas emoções, você verá que tudo ficará mais leve.

Hygge: Um Novo Estilo de Vida

Palavra estranha, né? Mas “Hygge” (lê-se Rigue), na Dinamarca, significa “conforto”. Para os dinamarqueses, esse conforto, aconchego, é considerado um estilo de vida. Tudo que traz sensação de bem estar, pode ser considerado Hygge. Seja o perfume das flores enfeitando a casa, uma manta quentinha e um bom livro, ou até apenas uma vela acesa, deixam o ambiente mais aconchegante. Todo dinamarquês que se preze, tenta transformar o máximo de situações vividas, em momentos acolhedores. Até nas reuniões de trabalho, um café ou um chazinho sempre estão presentes para melhorar as situações.

Alisa Anton

E você, já parou para tentar viver assim, com mais tranquilidade e aconchego? Desafie-se: Tente transformar cada momento vivido em um prazer. Assim, a vida se torna muito mais gostosa e bem vivida! Vale acender uma vela, abrir um bom vinho, ler um livro, ou até mesmo perfumar a casa. São detalhes assim que fazem toda a diferença. Vamos começar?

Clem Onojeghuo