As redes sociais e o setor criativo

Com a ascensão da internet em nossas vidas, é nítido o quanto ela nos auxilia e oferece diversas facilidades que até então nem imaginávamos que poderiam existir. Junto a isso, as redes sociais também surgiram para facilitar a nossa rotina, e hoje tornaram-se canais fundamentais para o desenvolvimento de nossas relações.

Neste texto aqui, já havíamos dado algumas dicas gerais de como utilizar as redes sociais a favor do seu negócio. No entanto, falar sobre este assunto pensando exclusivamente no setor da economia criativa, é sempre diferente do que falar para outros setores, como por exemplo, o setor médico, o farmacêutico, gastronômico, de imóveis, e por aí vai. Apesar de várias semelhanças, é justamente essa “diferença criativa” que pode tornar a comunicação com o nosso cliente totalmente única.

Rawpixel

Você sabe quem é o seu cliente?

Saber quem é o seu cliente ideal é um dos primeiros passos para construir um marketing de conteúdo atrativo nas redes sociais. Pra quem não tem ideia do que estamos falando, aqui vai uma definição bem legal:

“Marketing de Conteúdo é uma maneira de engajar com seu público-alvo e crescer sua rede de clientes e potenciais clientes através da criação de conteúdo relevante e valioso, atraindo, envolvendo e gerando valor para as pessoas de modo a criar uma percepção positiva da sua marca e assim gerar mais negócios.” (Fonte)

Ou seja, para que isso aconteça, é necessário que você realmente estude e esteja por dentro do que o seu público e cliente ideal querem, caso contrário, programar postagens simplesmente para ter mais conteúdo na internet, não irá lhe gerar nenhum resultado. E quando falamos em resultados, obviamente estamos falando de vendas também.

Rawpixel

 

Envolva o seu público de modo único!

Falar sobre empreendedorismo criativo é falar sobre um mercado novo em ascensão. Pode não parecer, mas muitos pessoas ainda não sabem o que essas palavras significam. Dizer que o setor criativo vêm crescendo cada vez mais, mostrando alguns resultados em números, certamente pode fazer com que os mais desatualizados entendam melhor o que estamos falando.

Mas então, como envolver o seu público de modo único, e ao mesmo tempo, de maneira muito criativa? Aqui vão algumas dicas que podem lhe ajudar:

  • Lembre-se: você trabalha no setor criativo, ou seja, um espaço que vêm crescendo cada vez mais e que lhe da “passe livre” para re(criar) e re(inventar) o tempo todo. Use e abuse disso!
  • Busque comunicar-se com os seus clientes de forma mais descontraída e menos formal. Hoje em dia, cada vez mais, as pessoas desejam ver quem verdadeiramente está por trás das marcas, e isso vale principalmente para quem trabalha com criatividade.
  • Apesar de trabalhar com criação, isso não significa que não existem algumas regras e padrões que você deve seguir, principalmente quando falamos de redes sociais. Estude, planeje e trabalhe bastante para passar a informação de maneira mais clara e direta possível.
  • E por último: tenha sempre boas referências de empresas do mesmo nicho que o seu. Olhe as redes sociais delas e analise como elas conversam com os clientes. Inspire-se e aproveite para turbinar as suas páginas também.

Todas estas dicas que acabamos de passar são bem gerais e servem de base para o marketing de conteúdo voltado para as áreas criativas. Mesmo assim, a definição do público-alvo de uma empresa é sempre um trabalho bem extenso e bem detalhado. Caso você tenha alguma dificuldade na definição do seu cliente ideal e não sabe por onde começar na produção de para as redes sociais, lembre-se que nós aqui do Pagu podemos lhe ajudar com isso. Entre em contato agora mesmo! 😉

Quem é esse tal de MARKETING e pra quê eu preciso dele?

Para quem não sabe, o marketing é utilizado pra determinar quais são os produtos ou serviços que mais irão interessar os consumidores e, também, para definir quais meios serão usados para tais ações. Ele identifica quem é o público-alvo de uma empresa, quais são as necessidades desse público-alvo e também como satisfazê-las.

Se você pensa que o único objetivo do marketing é vender, está enganado. Ele pode servir para muitas outras finalidades, entre elas a fidelização dos clientes, maior visibilidade da marca, entre outros. Para cada finalidade, há uma categoria diferenciada: marketing digital, marketing direto, marketing de experiência, endomarketing e entre tantos outros…

Rawpixel

Para ter um bom marketing, a empresa precisa ter um bom posicionamento (que significa, ser lembrada logo de cara pelo cliente). Para isso, precisa também saber exatamente quem é o seu público (sexo, faixa etária, renda, escolaridade, etc). Precisa saber também, o que seu público deseja comprar. (você não irá vender um cortador de gramas para alguém que mora em apartamento, né?) e assim por diante. Ah, e lembre-se: marketing não é sinônimo de publicidade. A publicidade FAZ PARTE do marketing. Ele significa conteúdo, passar informações ao cliente, sobre o que ele realmente quer saber.

Por que investir em marketing?

Ele pode ser um dos grandes responsáveis pelo sucesso de uma empresa. Com ele, você pode se tornar referência no mercado, pode aprender melhor a segmentar seu público alvo e seus serviços ou produtos chegarão de forma correta até quem precisa deles. Claro, tudo depende de seu orçamento e planejamento. Algumas opções de marketing que são fáceis e viáveis, são:

  • Anúncios em locais criativos/frequentados por seu público-alvo
  • Uma fachada atrativa, para melhorar a visibilidade do escritório/loja/empresa
  • Parcerias com empresas de segmentos semelhantes ao seu
  • Colocar cartões de visita em pontos estratégicos
  • Criar um blog e publicar frequentemente, com conteúdos relacionados ao que você faz
  • Patrocinar um anúncio nas redes sociais
Rawpixel

O céu é o limite! Existem milhares de possibilidades e ideias de marketing, para diversas finalidades também. Basta estudar a melhor e colocar em prática! O que você faz pelo marketing da sua empresa? Conta pra gente aqui nos comentários!

Como transformar o hobby em profissão?

Quando falamos sobre profissões que envolvam arte e criatividade, tem muita gente por aí que não as enxerga como profissões e sim como apenas um hobby. Uma certa vez, durante uma festa em que eu estava fotografando em um sábado, um convidado me questionou sobre qual era o meu trabalho durante a semana. Oi? Eu sou fotógrafa em tempo integral! Durante a semana eu trabalho na edição de fotos, contabilidade, prospecção de novos clientes, redes sociais, montagem de álbuns, etc. etc. etc. Tem muuuuita coisa para ser feita além de fotografar efetivamente.

Quem tem uma empresa, tem muito trabalho a ser feito. É uma constante evolução e uma constante batalha, dia após dia, para convencer aos outros que as nossas profissões criativas são tão necessárias e importantes como qualquer outra e que precisam ser levadas a sério. Você desenha, pinta, borda ou realiza algum trabalho criativo e quer torná-lo sua profissão? Temos algumas dicas para começar com o pé direito e desde cedo ter bastante credibilidade com os clientes e parceiros.

  • CRIE UM PLANEJAMENTO E TRILHE PASSOS PARA ONDE VOCÊ QUER CHEGAR: É muito importante saber onde você está, onde você quer chegar e o que você precisa para chegar lá. Crie metas realizáveis dentro de três meses, um ano, cinco anos… E claro, trabalhe muito para realizá-las!
  • TENHA UMA IDENTIDADE VISUAL QUE CONDIGA COM O SEU TRABALHO E SUA PERSONALIDADE: As pessoas julgam sim um livro pela capa. Pensando nisso, é muito importante que você tenha uma identidade visual. Pode ser simples, mas precisa ser bem feita e com a sua personalidade. Não adianta ter um logotipo em tons de amarelo, se você odeia amarelo. Entendeu? Transmita em cada detalhe um pouquinho de você. Lembre-se também do material gráfico: cartões de visita, pdf de apresentações e orçamentos. Faça tudo com capricho, para surpreender seu cliente, anotado?

    Hipster Mum
  • ESTEJA PRESENTE NAS REDES SOCIAIS: Agora que você já sabe onde quer chegar com o seu trabalho e também já tem uma identidade bacana, chegou a hora de mostrá-la para o mundo. Ter uma conta profissional no Instagram e no Facebook, por exemplo, para divulgar os seus trabalhos, é uma excelente maneira de conquistar clientes novos. Lembre-se sempre de publicar conteúdo relevante e o que o seu público alvo QUER ver!
  • AS PESSOAS PRECISAM ENCONTRAR VOCÊ. TENHA UM E-MAIL E SITE: Novamente, repito: Não precisa ser um site cheio de brilhos e luzinhas pisca-pisca para atrair a atenção do seu cliente. Um site claro e básico é o suficiente, desde que seja bem feito. É importante que seja fácil para os clientes encontrarem você e seu trabalho na internet, no meio de tanta informação.

    Jiri Wagner
  • REGISTRE SUA EMPRESA: Aquela parte burocrática que ninguém gosta, mas que é necessária…Com o registro da sua empresa, você pode emitir nota fiscal, adquirir um alvará da prefeitura caso queira ter um estabelecimento, além de ter todos os benefícios de qualquer outro cidadão.
  • MARKETING: Muitas pessoas não investem em marketing, por achar que não é necessário. Eu já digo totalmente o oposto! Pra você ter uma noção, um bom marketing possibilita você até a vender cachecol no deserto. Tenha boas noções sobre marketing e, se possível, peça ajuda a um profissional.
Jon Tyson
  • NUNCA PARE DE ESTUDAR: É um erro pensar que já se sabe tudo e que não precisa mais estudar. O mundo se atualiza constantemente e nós precisamos nos atualizar também. Ainda mais com o auxílio da internet: Canais no youtube, blogs, ebooks… tem tanto material ótimo (e gratuito) que só não aprende quem não quer.

E aí, gostou das nossas dicas? Bora transformar a sua arte em profissão e viver trabalhando com o que você ama? A gente apoia você!