7 ilustradoras que você precisa conhecer

Nós somos apaixonadas por todos os tipos de arte. Principalmente, quando se trata de arte feita por mulheres talentosíssimas ao redor do mundo. Por isso, selecionamos aqui 7 ilustradoras que você PRECISA conhecer e seguir hoje mesmo.

  1. Sally Nixon: @sallustration Nós já falamos sobre o trabalho dela, aqui. Sally é americana e retrata através de ilustrações a rotina e situações que toda mulher já passou ou ainda passará pelo menos alguma vez na vida. Seja escovar os dentes durante o banho, sair pra jantar com alguma amiga ou apenas ficar em casa, de pijamas.
Sally Nixon

2. Pri Barbosa: @priii_barbosa Uma ilustradora brasileira, que representa o universo feminino, aceitação e a sororidade através de sua arte. As ilustrações da Pri são facilmente conhecidas pelos traços e também pelos diversos tons de rosa predominantes.

Pri Barbosa

3. Bodil Jane: @bodiljane A holandesa Bodil Jane não poderia ficar de fora da nossa listinha. Dentro das suas temáticas favoritas, estão as ilustrações de pessoas, comidas, lugares e animais. Todas lindas, coloridas e cheias de detalhes.

Bodil Jane

4. Oana Befort: @oanabefort A romena Oana Befort também já passou por aqui (e você pode ver uma matéria inteirinha sobre ela, clicando aqui). Seu trabalho é delicado, realista e cheio de cores. Sua especialidade, por assim dizer, são ilustrações de fauna e flora.

Oana Befort

5. Gemma Corell: @gemmacorell Você provavelmente já conhece o trabalho da inglesa Gemma Corell, sem saber. Já viu aqueles cartoons divertidinhos de uma jovem-adulta perdida na vida, ou então gatinhos preguiçosos? Pois é, essa é a arte dela. Tão bonitinho e engraçado, que não poderia estar de fora da nossa lista.

Gemma Corell

6. Andrea Wan: @andrea_wan Braços, pernas, folhas, galhos… a arte da chinesa Andrea Wan é intrínseca, profunda, íntima. Pessoas desenhadas de maneira inusitada e não convencional, são o que deixam tudo ainda mais especial.

Andrea Wan

7. Amélie Fontaine: @bonjourameliefontaine A francesa que ilustra livros infantis com maestria. Tão coloridos e graciosos que dá vontade de voltar a ser criança para colecionar todos. Conheça o trabalho dela e se apaixone, assim como a gente.

Amélie Fontaine

E agora queremos saber, qual ilustradora você acha que precisa fazer parte dessa nossa listinha? Conta pra gente! Adoramos conhecer trabalhos novos, de gente tão talentosa assim. 🙂

As palavras de Roberta Cruz

Poder mudar a visão do mundo através de traços. Já parou para pensar que este pode ser o objetivo da pessoa que faz trabalho de lettering? Pois bem, hoje vamos apresentar o trabalho da querida Roberta Cruz.

Roberta tem 24 anos, reside em São Caetano do Sul/SP e trabalha com lettering e ilustrações, além de outras atividades e projetos criativos. Tendo estudado Design e Publicidade e Propaganda, Roberta utiliza todo seu conhecimento e, principalmente, sua sensibilidade para participar de momentos importantíssimos na vida das pessoas.

Já teve a oportunidade de participar de casamentos, pedidos de namoro, noivados, aniversários, e muitos outros momentos marcantes que ficaram – e ficarão – na memória de seus clientes.

Como já podemos perceber, ela diz que o que mais lhe motiva é ver a sua verdade refletir nos sorrisos das outras pessoas. Lindo saber que o coração da Roberta está em cada traço feito em seus trabalhos, né?

Conheçam um pouco mais do lindo trabalho de Roberta, acessando seu portfólio virtual AQUI.

As ilustrações de Sally Nixon

O que as mulheres fazem quando estão sozinhas e ninguém está olhando? A artista Sally Nixon nos mostra o cotidiano feminino, através de ilustrações delicadas e coloridas. A ideia inicial de Sally era criar 365 imagens, uma para cada dia do ano. Porém, a medida que os dias foram passando, ela viu que era complicado criar algo novo para cada dia e decidiu de inspirar em sua própria rotina. Confira abaixo um pouquinho do trabalho de Sally e, assim como eu, identifique-se com diversas ilustrações!

E aí, gostou? Que tal conhecer um pouco mais desse trabalho lindo? Acesse o Instagram e o Etsy da Selly! 🙂

As ilustrações fofas e sinceras de Nath Araújo

Nath Araújo é uma mineira que mora em São Paulo e que adora desenhar! Formada na Escola Superior de Propaganda e Marketing da ESPN, sua paixão pelas artes começou desde a infância e só foi aumentando com o passar do tempo. Aos 27 anos, sua marca registrada são ilustrações, em geral de mulheres, sobre as mais diversas cenas do cotidiano. Entre elas, algumas mensagens bastante empoderadoras. O mais interessante é que a Nath usa apenas guache para colocar os seus desenhos. Isso mesmo! Nada de aquarela, ou outro material mais refinado, a simplicidade é que comanda os seus trabalhos. Não é demais isso?



Aqui tem um vídeo onde a Nath mostra como faz para colorir os seus desenhos com guache. É super simples e o resultado é bem interessante! Dá uma olhada:

Achou legal? Então segue a Nath nas redes sociais: Facebook | Instagram | Youtube  🙂

As alegrias de morar sozinha

Morar sozinha é considerada uma conquista para muitas mulheres. Além de ser sinônimo à independência financeira, nada se compara ao fato de poder fazer o que quiser e no horário que quiser. Quem representa isso bem, é a ilustradora Yaoyao Ma Van As.

Ter a liberdade de morar sozinha, significa comer o que quiser, limpar a casa na hora que preferir, apreciar o silêncio e entre tantas outras “pequenas vitórias” quase impossíveis quando moramos com alguém.

Abaixo, alguns desses momentos especiais em forma de ilustrações (uma mais linda que a outra!).

E aí, você também ficou com vontade de morar sozinha e trilhar seu próprio caminho? Nós ficamos! 🙂

Mulheres nos Quadrinhos: Selo Pagu Comics

Não é somente no nosso blog que o nome da célebre Patrícia Galvão (grande Pagu), circula pelo mundo. Em março de 2016, a Editora Cândido em parceria com a Social Comics, desenvolveu um selo que também representa toda a potencialidade que foi essa linda mulher. O Selo Pagu Comics foi criado com o objetivo de disseminar as produções em HQ criadas exclusivamente por mulheres. Eita maravilha! \o/ As primeiras histórias foram criadas por Germana Viana, Cris Peter, Milena Azevedo e Roberta Araújo. Conheça cada uma das histórias abaixo!

♀ “AS EMPODERADAS”, por Germana Viana

Sinopse: Daniela, Li e Fabi são mulheres diferentes que moram na mesma cidade até se envolverem em um estranho acidente em plena avenida Paulista. Uma tempestade solar dá poderes fantásticos para várias pessoas. Como lidar com seus novos poderes e o conhecimento de que alguns dos novos poderosos estão desaparecendo?

FICHA TÉCNICA: Roteiro, ilustrações e arte-final: Germana Viana.

♀ “HAOLE”, por Milena Azevedo

Sinopse: Irene é uma surfista negra e deficiente física, que não está sabendo lidar com problemas emocionais. Ao ganhar uma prancha nova, um outro mundo irá assombrá-la com velhos questionamentos. Criada por Milena Azevedo, potiguar de Natal, “Haole” traz em cada edição um glossário com os significados de algumas expressões regionais do Rio Grande do Norte e também de gírias próprias dos surfistas.

FICHA TÉCNICA: Roteiro e letras: Milena Azevedo; Ilustrações: Sueli Mendes e Chairim Arrais; Arte-final: Blenda Furtado.

♀ “D.A.D.A.”, por Roberta Araújo

Sinopse: Num mundo pós-apocalíptico quatro mulheres negras possuem a força de poderosas orixás: Dandara, Aretha, Dorothy e Angela. Elas têm a missão de proteger um mundo abandonado pelos deuses do mal. Cada personagem foi criada a partir da inspiração de sua orixá correspondente e de alguma personalidade real que teve importância para a luta dos negros pela liberdade e igualdade. Dorothy: Inspirada na primeira estudante negra admitida numa escola pública americana de brancos e na Orixá Oxum. Angela: Inspirada numa professora e filósofa socialista estado-unidense que alcançou notoriedade mundial na década de 1970 como integrante do Partido Comunista dos Estados Unidos, dos Panteras Negras e na Orixá Nanã. Dandara: A Rainha do Mar. Inspirada na grande guerreira homônima do período colonial do Brasil e na Orixá Iemanjá. Aretha: Inspirada em certo ícone da música negra norte-americana e na Orixá Obá. A história foi criada por Roberta Araujo, do Rio de Janeiro, com ilustrações de Renata Rinaldi.

FICHA TÉCNICA: Roteiro: Roberta Araujo; Ilustrações: Renata Rinaldi.

♀ “QUIMERA”, por Cris Peter

Sinopse: Anna e Nicole são duas jovens mulheres que não têm nada em comum. Até que um episódio muda a vida das duas para sempre e faz com que permaneçam unidas em um único corpo.

FICHA TÉCNICA: Roteiro e Arte: Cris Peter; Arte-final: Dika Araújo; Letras: Ariane Rauber.


Para conhecer mais sobre o selo e cada HQ, acesse o site da editora, clicando AQUI.

O mundo se modernizou… e as princesas da Disney também!

As princesas da Disney sempre foram (e continuam sendo) uma referência muito forte na vida de qualquer menina. Todas já sonharam alguma vez em viver em um castelo, ter uma fada madrinha, conhecer seu príncipe encantado… Mas o mundo se modernizou, não é mesmo? E as princesas da Disney também!

A artista e ilustradora Anoosha Syed criou novas histórias para as personagens. E nós escolhemos algumas para compartilhar com vocês. Com qual você mais se identifica?

BRANCA DE NEVE: De ingênua, ela não tem nada. Uma super blogueira de moda e rainha das selfies e redes sociais. Além de amar peças vintage, promove que todos os tipos de corpos são lindos e que cada mulher é única!

ARIEL: Apesar do seu amor pelo mar, Ariel descobriu o amor pelas pessoas e diferentes culturas. Ela agora é antropóloga.

MULAN: Após precisar se fingir de menino para defender seu pai e seu país, Mulan entrou para a escola militar e agora é cadete. Ela provou que isso “não é coisa de menino” e deixou seu pai super orgulhoso.

ESMERALDA: Quando era criança, Esmeralda chegou à França como refugiada. Hoje, ela é bailarina e super ativa como voluntária nos campos de refugiados. Ela luta contra o preconceito e a favor da justiça social. E o seu lugar favorito de Paris? Notre Dame, é claro!

TIANA: A protagonista do filme “A Princesa e o Sapo” é uma empreendedora de sucesso. Ela possui uma rede de cafeterias chamada “Tiana Palace Café” que se espalhou pelo mundo inteiro.

POCAHONTAS: Trabalha como tradutora e estuda Liguística na faculdade. Sem falar do seu amor por esportes radicais, como escalada de penhascos e passeios de caiaque. Ela adora adrenalina!

MERIDA: A protagonista de “Valente” continua com sua paixão por arco e flecha. Além disso, agora ela possui uma banda de punk rock chamada “Mor’du”.

JANE: Ela se tornou ilustradora e partiu com seu pai para o Congo, para ajudá-lo em sua pesquisa com gorilas africanos. Já imaginou quantas ilustrações lindas ela deve criar? <3

BELLA: Além de ler muito, ela é fã de muitos personagens de filmes e séries. Passa horas assistindo Game of Thrones e lendo histórias sobre seus personagens favoritos.

JASMINE: Agora blogueira de viagem, ela viaja o mundo e conhece novas culturas. Mas, nada de “tapete voador”, viu? 🙂

E aí, qual você gostou mais? Conte pra gente nos comentários! 🙂

 

 

 

Carol Rossetti e a Arte de Ilustrar a Realidade Feminina

Carol Rossetti é designer gráfico e ilustradora. Além de trabalhar com design em seu estúdio, é também criadora de dois projetos incríveis: O projeto Mulher e o projeto Cores.

O projeto Mulher alia ilustração à mensagens contra machismo, homofobia e racismo. Na luta por igualdade e respeito, Carol ilustra situações que todas nós já vivenciamos algum dia. São frequentemente abordados assuntos como tamanho do manequim, orientação sexual, estilo, etc.

Ela ressalta ainda que, por mais que suas personagens sejam garotas, este não é um projeto “para garotas”. O projeto é voltado a todos aqueles que se identificarem com uma ou mais situações. O “Mulheres” fez tanto sucesso que se tornou até livro. Se você gostou, pode adquiri-lo aqui: Mulheres – Retratos de Respeito, Amor-Próprio, Direitos e Dignidade.

Outro projeto da Carol que eu havia comentado no início do post, é o Cores. São quadrinhos com personagens infantis cheios de imaginação e que querem transformar o mundo em um lugar melhor.

E o mais legal: o Cores também se tornou livrinho e você pode adquiri-lo aqui.