5 Ferramentas digitais grátis para quem deseja empreender

Empreender hoje em dia é muito diferente do que antigamente. Graças a internet, hoje podemos contar com uma imensidão de ferramentas e plataformas que nos auxiliam a alavancar nossos produtos, serviços e vendas. Por isso, resolvemos compartilhar nesse post, 5 FERRAMENTAS DIGITAIS GRÁTIS que poderão lhe ajudar a ter uma rotina mais organizada, e consequentemente, mais produtiva. 🙂

1| TRELLO 

Um dos nossos principais queridinhos, o Trello é uma ÓTIMA ferramenta de gerenciamento de ideias e organização. Nós do Pagu usamos muito para colocar nossas ideias de posts aqui pro blog, metas, plano de negócios, datas das próximas reuniões, etc. Ele é basicamente organizado por quadros, onde você vai inserindo cards conforme as demandas da sua empresa. Existe também uma versão paga da plataforma, onde você pode usufruir ainda mais dos seus benefícios. Acesse o site aqui e crie uma conta agora mesmo!

2 | GOOGLE DRIVE

O Google Drive é certamente uma das melhores plataformas de armazenamento de arquivos grátis. Para você ter acesso a ele, basta ter uma conta de e-mail do Google. Nele, é possível armazenar até 15 GB grátis que podem ser imagens diversas, planilhas, vídeos, fotos, etc. Nós usamos muito para armazenar nossas propostas de serviços, materiais institucionais da empresa como logo, identidade visual, contratos diversos, entre outros. O legal é que você pode acessá-lo de qualquer computador, em qualquer parte do mundo. Acesse aqui e confira.

3 | CANVA

Essa lindeza é com certeza um grande achado da internet! O Canva é atualmente uma das melhores e mais conhecidas ferramentas de design da internet. Está precisando criar algum tipo de layout para a sua empresa e está sem grana no momento? Precisa de cartão de visita? Cards para as redes sociais? Papel timbrado? Infográficos? O Canva com certeza poderá lhe ajudar. A plataforma disponibiliza DIVERSOS templates prontos, que podem ser modificados de acordo com a sua necessidade. É uma imagem mais legal do que a outra! Acesse aqui e experimente.

4 | EVERNOTE

Bastante semelhante ao Trello, o Evernote também irá lhe auxiliar a organizar suas ideias e colocar suas metas no papel. A grande diferença entre eles é que o Evernote é feito para que você possa escrever mesmo, como se fosse um caderno digital. Nele, fica muito fácil criar listas, check-lists, digitar textos, produzir posts, anotar ideias geniais, e por aí vai. No momento nós não estamos utilizando essa plataforma, mas, recomendamos muito para quem deseja tirar as ideias da cabeça e organizá-las da melhor maneira possível. Veja aqui.

5  GOOGLE AGENDA

Outra grande ferramenta da Google, o Google Agenda já salvou nossa pele diversas vezes. Como o nome próprio nome já diz, trata-se de uma agenda virtual disponibilizada pela Google. Assim como o Google Drive, basta você ter um e-mail do Google para ter acesso a ferramenta. O mais legal, é que você também pode acessá-la de qualquer computador, de qualquer lugar.  Além disso, é possível realizar diversas configurações como separar os compromissos por cores, ativar alarmes, programar pautas, unir mais de uma agenda, etc. Uma maravilha não é? 🙂 Acesse aqui.

E você, tem mais alguma ferramenta para nos indicar? Já utilizou algumas destas ferramentas que mencionamos? O que achou? Deixe a sua opinião aqui nos comentário, e não esquece de compartilhar essas dicas com quem está precisando também. 🙂

Como começar a empreender criativamente? 5 dicas práticas para você começar JÁ!

Você é nova por aqui e ainda não sabe exatamente o que significa “empreendedorismo criativo”? Então aproveite para dar uma lida nesse post AQUI. Agora, se você já sabe o que isso significa, morre de vontade de se tornar uma empreendedora criativa mas não faz ideia por onde começar, seu problema terminou! Abaixo, listamos 5 dicas práticas para você começar hoje mesmo, com aquilo que você possui! 😉

Debby Hudson
  1. VOCÊ POSSUI / FAZ ALGUM TRABALHO CRIATIVO? Dentro desta categoria, estão todos os trabalhos que envolvem a criatividade, sejam manuais ou não. Alguns deles são o artesanato, bordado, fotografia, moda, ilustração, design, pintura, etc… Se você executa algum destes trabalhos ou algum outro que também utiliza a criatividade e deseja levá-lo como profissão, este é o primeiro passo para se tornar uma empreendedora criativa.
  2. NÃO TENHA VERGONHA E MOSTRE SEU TRABALHO! Se você não contar sobre a sua arte para o mundo, ninguém saberá o que você faz. Perca a vergonha e mostre aos amigos e familiares o que você gosta de fazer.
  3. DIVULGUE NAS REDES: Atualmente, o Instagram é um excelente canal de vendas. Além de grátis, você pode publicar fotos dos seus trabalhos, vídeos do seu dia-a-dia e também conversar através de mensagens. Outra opção também é criar uma plataforma online, estilo e-commerce.
  4. FAÇA PARCERIAS: Saiba quem é o seu público alvo e faça parcerias com marcas e locais que seu público frequenta. Algumas ideias de parcerias são promoções em conjuntos, editoriais de moda, desconto nos seus serviços para clientes que frequentam o local “X”, assim por diante. São inúmeras parcerias que podem beneficiar você e seu negócio!
  5. NÃO TENHA MEDO DE ARRISCAR: E a última dica, mas não menos importante que as outras: não tenha medo de arriscar, nem medo de críticas. Nem sempre acertamos, nem sempre todos gostam do que fazemos. Mas, só fazendo (e refazendo, e refazendo…) que chegaremos a algum lugar.

E aí, gostou das dicas? Bora começar a empreender hoje mesmo? Tenho certeza que, assim que você começar, não irá conseguir parar.<3

Como conseguir boas parcerias?

16Semana passada foi o dia do amigo, e claro que não poderíamos deixar essa data passar em branco. Empreender criativamente em uma sociedade que não valoriza a arte e a criatividade, pode ser bastante solitário. Ter amigas e parceiras fiéis nesse momento, com certeza faz toda a diferença. Pra quem não sabe, o Pagu nasceu a partir de uma bela amizade. Antes de nos tornarmos parceiras profissionais, éramos amigas há mais de 10 anos. Durante esse tempo, vivemos diversas experiências, que nos reaproximaram e principalmente, nos ensinaram que através da UNIÃO podemos ser ainda mais.

Foto por Danielle Muller

E você? Já parou para pensar na importância de uma parceria? Você sabe como identificar o momento certo de investir em uma? Como perceber se uma união profissional está sendo realmente favorável, ou não? Então, vem dar uma olhada nas DICAS que separamos para conseguir boas parcerias, chega mais! 🙂

1 | UMA PARCERIA DEVE SER SEMPRE UMA VIA DE MÃO DUPLA

Parece óbvio não é? Mas, muitos pessoas se esquecem desse detalhe ao longo do caminho. Não importa o momento ou as circunstâncias: uma parceria deve ser sempre uma via de mão dupla. É muito semelhante a um casamento, sabe? Se um dos lados não está satisfeito com os resultados, é necessário reaver todas as combinações o mais rápido possível. Parceria é sempre uma troca, não se esqueça disso!

2 | SAIBA SEPARAR O PESSOAL DO PROFISSIONAL

Seja em parcerias com diferentes empresas, ou, através de profissionais da mesma empresa, tenha sempre em mente separar o lado pessoal do profissional. O ambiente de trabalho muitas vezes pode ser bastante competitivo e suscitar diversas divergências, mesmo em pessoas que trabalham juntas. Nesse momento, lembre-se sempre da amizade existente entre você e sua parceira, que possivelmente foi o motivo inicial de vocês se aproximarem. Caso a união profissional acabe, você não vai querer perder a sua amiga(o) também não é? Por isso, aja com cautela e saiba separar as duas coisas.

3 | ESTEJA ATENTO AOS SINAIS

Como saber qual é o melhor momento de iniciar uma parceria? Infelizmente, não existe um manual ou alguma maneira de prever o futuro, para lhe darmos uma resposta 100% precisa. No entanto, existem alguns sinais que podem lhe indicar se este é um bom momento, ou não. Em muitos casos, empresas que estão começando, se reestruturando, ou passando por algum tipo de dificuldade, acabam optando por firmar algumas parcerias. O motivo é muito simples: as parcerias nos dão forças e nos auxiliam a crescer (quando são realmente saudáveis). Portanto, se você está começando agora, ou pensa em mudar a estrutura da sua empresa, este pode ser um bom momento para criar uma fusão.

4 | CUMPRA COM SEUS COMPROMISSOS E OBRIGAÇÕES (E SAIBA CEDER TAMBÉM)

De nada adianta você querer cobrar mil obrigações da sua parceira, se nem mesmo você está cumprindo com os seus compromissos também. Caso você não esteja satisfeito com a sua atual união, antes de conversar sobre isso com ela, faça um bom levantamento de tudo o que você tem feito também, e veja se está realmente cumprindo com a sua parte nos acordos. Entenda quando também é o momento de ceder e ser mais flexível. Nem tudo é 8 ou 80.

5 | MANTENHA SEMPRE O DIÁLOGO ABERTO

E por último, mas não menos importante: converse, converse e converse. Se você é uma pessoa que prefere trabalhar completamente sozinha e não tem paciência para trocar ideias, definitivamente uma parceria não irá lhe acrescentar em nada. Ser um parceiro profissional é acima de tudo, conversar e trocar muitas ideias sempre que for necessário. Seja alguém que mantêm o diálogo aberto e saiba comunicar suas sugestões sempre com jeito e cautela. Você verá que ótimas parcerias irão surgir se você se comunicar de maneira inteligente e amistosa. 🙂

E aí, gostou das nossas dicas? Definitivamente, ter uma parceira profissional é uma das coisas mais gostosas do mundo, mas, é preciso também muita responsabilidade e mente aberta na hora de dialogar. E você? Qual a sua opinião sobre as parcerias profissionais? Tem alguma história pra contar pra gente? Escreve tudo aqui nos comentários, e não esquece de compartilhar o texto com as pessoas que estão precisando dele também. 🙂

Como criar o hábito de ler?

A leitura só traz benefícios para a nossa vida. Entre eles, adquirir conhecimento, aprimorar a concentração e também expandir o vocabulário. Mas nem todo mundo gosta de ler. Muitas vezes bate aquela preguiça, ou até mesmo a famosa desculpa da “falta de tempo”. Você também usa alguma das desculpas citadas, mas está querendo reverter essa situação? Nós podemos te ajudar!

O primeiro passo, é escolher um livro de algum assunto que lhe agrade. Não precisa ser livro técnico ou um livro clássico, com difícil vocabulário. Pode ser até aquele romance “água com açúcar”, sabe? O importante é que você se identifique com o resumo da história.

Nguyen

Você também não precisa ler o livro de uma só vez. Leia aos poucos, com calma. Vá saboreando cada página, imaginando os acontecimentos e os personagens em sua cabeça. Leia em torno de um capítulo, ou 10 páginas, por dia. Isso basta. Você perceberá que aos poucos, ficará curioso para querer saber o que acontece em seguida, e assim, não conseguirá desistir da história antes de chegar ao final.

Se você precisa de muita concentração, escolha praticar a leitura em locais calmos e vazios, como por exemplo o seu quarto, antes de dormir. Deite em sua cama, de maneira confortável e assim absorva a história escolhida. Agora, se você não possui problemas com barulhos externos, aproveite para ler nas horas vagas, como por exemplo no trem, durante o trajeto até o trabalho, ou em um café, enquanto aguarda o cliente chegar para a reunião.

Alice Hampson

A leitura é um hábito, assim como exercícios físicos, e também requer muita disciplina para ser levada adiante. Mas, acredite: depois de adquirir esse hábito, você não conseguirá mais viver sem um livro ao lado da cama ou até mesmo na mochila. Seja ele digital ou do bom e velho papel.

Como utilizar as redes sociais a favor do seu negócio?

Sim, eu sei. Quando falamos em redes sociais, a primeira coisa que vem à nossa cabeça, é um feed cheio de pessoas tentando mostrar como suas vidas são legais, né? Mas você sabia que essas ferramentas podem ajudar a alavancar as vendas da sua empresa? Atualmente, muitas das grandes empresas têm investido em marketing através do Facebook, Instagram, Twitter e entre outros.

Quer saber como? 

Alguns pequenos detalhes podem transformar as suas contas das redes sociais em grandes canais comunicadores, ao invés de simples páginas. Prepara aí o papel e a caneta, para anotar as diquinhas:

  • CONTEÚDOS RELEVANTES: Sim. As pessoas querem aprender algo. Publicar dicas ou inspirações são muito mais relevantes do que uma simples imagem de “bom dia”.
Kaylah Otto
  • SUAS PUBLICAÇÕES PRECISAM PASSAR ALGUMA MENSAGEM: De preferência, a mesma mensagem que os valores da sua empresa, passam aos consumidores. Passe informações que seu público-alvo ficará interessado em saber.
  • O SEU FEED DEVE SER ORGANIZADO E BONITO: Não basta largar muitas imagens sem sentido, ou sem conexão entre si. Principalmente no Instagram, seu feed precisa gerar impacto visual nas pessoas. Já falamos sobre isso AQUI.
Brooke Lark
  • NÃO FAÇA PROMOÇÕES MIRABOLANTES: Cuide ao criar promoções em suas redes sociais. Elas podem gerar a impressão de que seu produto o serviço não possui o valor que deveria.
  • FAÇA LIVES E STORIES REAIS: As pessoas gostam de ver quem é você, quem é a pessoa responsável pela criação dos produtos que ela utiliza. Apareça! Mostre sua rotina real! Isso gera engajamento.
  • NÃO SE META EM CONFUSÕES: Nas redes sociais, é muito fácil assumirmos opiniões sobre política, religião, comportamento, ou até mesmo futebol. Não exponha suas opiniões tão abertamente, evite as famosas “tretas”.
Anete Lusina
  • EVITE O FAMOSO “SIGO DE VOLTA”: Afinal, você precisa angariar seguidores e curtidas de pessoas que se identificam com o que você faz, que são ou poderão se tornar seus clientes. Não atire para todos os lados, apenas para ter mais curtidas.
  • ESCREVA CORRETAMENTE: Sim, gente. Parece óbvio, mas não é. Você está lidando com clientes, não com amigos íntimos. Por isso, uma boa escrita e um bom comportamento podem fazer a diferença.

E aí, gostou das nossas dicas? Quais delas você já pratica e quais começará a praticar a partir de agora? E se tiver alguma nova dica, não hesite em escrever pra gente aqui nos comentários!

5 Dicas para descobrir sua paixão e fazer dela um negócio

Você já sabe o que realmente gosta de fazer? Qual a sua maior paixão? Já se imaginou trabalhando e ganhando dinheiro com isso?  Pois é, nós já havíamos falado sobre trabalhar com o que se ama neste vídeo aqui. Porém, esse é daqueles assuntos que nunca se esgotam, né? E hoje, temos algumas dicas práticas para compartilhar e ajudar vocês a descobrirem suas vocações profissionais. Let’s Go!

1- OBSERVE SUAS APTIDÕES: O que você tem facilidade em fazer? Escrever? Se comunicar? Desenhar? Quais os sites que você mais acessa? Em quais artistas você se inspira? É importante reservar um tempinho para fazer essa auto análise.

2 – ANALISE O QUE VOCÊ FAZ NAS HORAS VAGAS: Quando estamos relaxados e distraídos, podemos aprender muito a nosso respeito. Observe aquilo que você gosta de fazer nos finais de semana, por exemplo. Você gosta de assistir a filmes? Gosta de conhecer lugares novos? Gosta de frequentar museus? Gosta de passear e fotografar com o celular?

Hannah Busing

3 – FAÇA UM DIÁRIO DE ANOTAÇÕES: Que tal anotar tudo aquilo que você observou sobre si mesmo? Vá registrando durante um mês, por exemplo, tudo aquilo que você gosta de fazer. Faça uma lista do que te dá prazer. A partir dessas simples anotações, pode surgir alguma nova ideia de trabalho e os resultados podem ser surpreendentes!

4 – FAÇA UMA PESQUISA DE MERCADO: Já chegou a alguma conclusão bacana a partir das suas anotações? Agora é hora de decidir se a sua ideia é viável. Pesquise para descobrir se existe público para o que você pretende fazer. Lembre-se de decidir quem serão os seus consumidores e onde eles estão. (Na sua cidade? Na internet? Em outro local?).

Kinga Cichewicz

5 – DECOLA LAB: Se você ainda não sabe como transformar a sua ideia em negócio, ou então ainda não tem a ideia de negócio, esse curso maravilhoso ministrado pela Rafa Cappai, te ajudará com certeza. Nós falamos um pouquinho sobre a empresa que criou o curso aqui, e em breve teremos mais informações para passar para vocês!

Espaçonave

E aí, gostou das dicas e quer aprender ainda mais? O Decola Lab vai te ajudar a criar um negócio completo de acordo com o seu perfil e ainda ensinar sobre economia criativa, identidade, marketing e muuuuitos outros assuntos. Fica ligadinha aqui com a gente, que na próxima semana estaremos divulgando mais informações.

Como superar o medo de empreender?

Empreender é uma caixinha de surpresas. A gente nunca sabe o que vai precisar enfrentar. E é por esse motivo, que muitas pessoas têm medo de começar a jornada empreendedora. Ok, não é fácil, mas, uma coisa te digo: é libertador! Vender uma ideia, produto ou serviço para alguém, poder fazer tudo do seu jeitinho e a cada dia trilhar um pouquinho mais do seu próprio caminho, é a maior recompensa que alguém pode ter na vida profissional. E se você ainda está com medo de embarcar nessa, vou te dar alguns motivos pra mudar de ideia rapidinho:

  • NÃO EXISTE MOMENTO CERTO PARA COMEÇAR A EMPREENDER: Assim como tudo na vida, não existe um momento perfeito para essa situação. A gente começa a empreender na cara e na coragem mesmo, sem caminho trilhado. Precisamos empreender no momento que estamos e com aquilo que temos.
Andrew Neel
  • ESTUDE MUITO: Se você fizer perfeitamente aquilo que se propõe a fazer (ou seja, aquilo que sua empresa faz), as chances de dar errado são bem pequenas. Todo mundo gosta de um trabalho bem feito. Portanto, estude muito! Estude muito sobre a sua área, tudo que você encontrar pela frente.
  • FAÇA UMA PESQUISA DE MERCADO: Antes de abrir um negócio, você precisa saber se tem compradores para o seu produto ou serviço. Fazer uma pesquisa de mercado, para saber se existem pessoas interessadas no que você faz, é essencial! Não adianta vender pranchas de surf em uma cidade que não tem praia, né? 🙂
  • PLANEJE-SE: Faça um planejamento detalhado de como será o seu negócio. Desde o público alvo, até capital de giro. Outra dica importante é ter uma certa quantia para investir no seu negócio. Se você ainda não tem, comece a guardar aos pouquinhos, para poder usá-la quando imprevistos acontecerem e não ser pego desprevenido.
Bruce Mars
  • DESCREVA SUAS METAS E OBJETIVOS: No seu plano de negócio, descreva detalhadamente as suas metas e objetivos para o próximo ano, daqui cinco e também dez anos. Não pense apenas no AGORA, pense a longo prazo!
  • DIFERENCIE A SUA EMPRESA, DA CONCORRÊNCIA: O que a sua empresa faz, que nenhuma outra faz? Se você tiver uma resposta para essa pergunta, já é um bom caminho andado para o sucesso.
  • PROCURE ACONSELHAMENTO: Não tenha medo nem vergonha de pedir conselhos ou ajuda para alguém mais experiente. Seja para algum conhecido que trabalhe com administração ou até mesmo fazendo algum curso do SEBRAE.
Rawpixel
  • NÃO DÊ O PASSO MAIOR QUE A PERNA: Não tenha pressa de crescer! Respeite o limite do seu negócio. E lembre-se: NUNCA gaste mais do que ganha.
  • ACREDITE EM VOCÊ E NO SEU NEGÓCIO: Mantenha o foco e acredite que você irá conseguir. Empreender possui algumas pedras pelo caminho, porém, é uma caminhada muito gostosa, que vale a pena.

E como saber se você está no caminho certo? Se você sente um frio na barriga e tem aquele brilho no olhar, acredite, você está no caminho certo. O frio na barriga vem da incerteza do que virá pela frente, mas o brilho no olhar, vem da satisfação de fazer o que se está fazendo.

5 Ideias para “destravar” a sua criatividade

Se você trabalha com alguma profissão criativa, já deve ter percebido que volta e meia a criatividade resolve dar uma voltinha, não é mesmo? E quando ela some sem dar nenhum sinal, o que podemos fazer para trazê-la de volta?

Aqui no blog tem uma lista com 8 dicas para lidar com o bloqueio criativo. Além disso, tem também uma playlist com músicas para criar. Mas, falar sobre criatividade nunca é demais. Por isso, aqui vão algumas dicas atualizadas e extras, para lhe fazer tomar uma atitude nessas horas de agonia e falta de novas ideias.

1 | REFLITA SOBRE O QUE LHE INSPIRA 

Tem dias que as ideias não saem do lugar, e eu fico pensando se estou no caminho certo, se escolhi a profissão que realmente me completa. Neste caso, percebi que o melhor remédio para “curar” tudo isso são as nossas motivações e inspirações. Pergunte-se: “Por que eu escolhi esse caminho?”, “O que me fez chegar até aqui?”, “Por que eu não estou conseguindo ter novas ideias?”. Como trabalho com histórias e escrita, busco sempre textos que me inspiram e motivam. Busco por referências, pessoas as quais admiro. Mas, se você trabalha com fotografia, por exemplo, pode procurar também por fotógrafos que goste, fotos inspiradoras, etc. Arrisque-se, saia da sua zona de conforto ou até mesmo fique nela, mas, busque por algo, vá atrás daquilo que você deseja.

2 | FAÇA ANOTAÇÕES SEMPRE

Por parecer bobagem, mas, ter um bloco de anotações sempre com você, pode fazer uma grande diferença nos momentos de crise.  Pode ser um caderno, post-it, bloco de anotação, qualquer coisa! Escreva tudo que vier à mente, mesmo que na hora a ideia não pareça boa. Recorra a ele sempre que precisar e o rabisque como quiser. 

Jess Watters

3 | DESCANSE QUANDO PRECISAR

Algo essencial, mas que muitas vezes acabamos deixando de lado. Durma bem, descanse, relaxe, tome um bom chá (se você gosta, é claro), e tire um tempo pra si. Às vezes, o grande motivo da falta de criatividade é o nosso cansaço. Se ajudar, vá até um parque ou simplesmente, saia da rotina um pouco. Você verá que fará toda a diferença para atrair mais ideias para a sua vida.

4 | PRATIQUE ALGUMA ATIVIDADE ARTÍSTICA

Na época em que eu desenhava, sempre que estava sem inspirações, buscava por artistas que eu gostava, ia copiando algumas referências, criando meus próprios traços a partir do desenho de alguém (não estou incentivando plágio, longe de mim!). Depois disso,  minha criatividade ia voltando à medida que eu ficava imersa à esse mundo, assim criava novas coisas. Por isso, uma boa ideia pros momentos de “trava”, é também praticar algum tipo de atividade artística. Vale desenhar, pintar, esculpir, fotografar, ou simplesmente, rabiscar uma folha. 

Joanna Kosinska

5 | FAÇA UM BRAINSTORM 

Pra quem não sabe, “Brainstorm” nada mais do que é do que uma “chuva de ideias”, em sua tradução literal. Hoje, quando preciso escrever e não está saindo nada de bom, além de procurar textos sobre assuntos que gosto, eu começo a fazer um brainstorm e vou colocando várias palavras soltas no papel. No final, tenho algo completamente maluco, mas que se eu olhar com mais atenção, posso ir lapidando depois e transformando em novas ideias. Arrisque-se e veja o resultado com os seus próprios olhos. 

Então, gostou das dicas? Que tal começar a colocá-las em prática hoje mesmo? Pegue um papel e uma caneca e faça uma “chuva de palavras”. Deixe a mente e a sua criatividade fluírem livremente. Depois volta aqui nos comentários e nos conta como foi essa experiência! 🙂

Hora de colocar a casa em ordem (e a vida também!)

O outono é uma estação propícia para mudanças. Sejam elas pessoais, profissionais, espirituais… Assim como as árvores vão perdendo as suas folhas, nós precisamos aprender a abrir mão daquilo que já não nos tem serventia. Aqui no blog, nós batemos muito na tecla do minimalismo, de aprender a viver com menos. Dessa forma, podemos viver de maneira mais plena e nossa alma fica mais leve também. Que tal você aproveitar essa nova estação que chegou, para colocar a sua casa e vida em ordem? Abaixo, algumas dicas para você se organizar, liberar espaço na sua casa e no coração. Então bora abrir todas as janelas, tocar aquela playlist gostosa e colocar a mão na massa?

1- DEFINA O QUE FICA E O QUE VAI: Roupas, utensílios de cozinha, livros, CDs, documentos… Analise gaveta por gaveta, caixa por caixa. Fique apenas com itens necessários. Ou seja, que você adora, que remetem à lembranças boas e que estão em boas condições. Objetos quebrados, documentos sem validade, roupas que você nunca usa, tchau! O seu cérebro associará essa “arrumação” de espaços físicos, com a sensação de que está tudo em ordem. Sendo assim, você se sentirá mais leve e feliz.

Tu-tu

2 – ARRUME SEU ESPAÇO DE TRABALHO: Trabalhar com uma bancada cheia de bagunça, dá a sensação de milhões de tarefas a serem feitas. Chegou aquela hora de analisar aquela pilha de papéis, se desfazer do que não é necessário, separar os papéis importantes em pastinhas etiquetadas, etc. Outra dica legal é fazer uma boa limpeza em seu computador, caixa de e-mails, programas e aplicativos que você não usa. Essas pequenas ações a deixarão mais produtiva e você otimizará seu tempo.

3- DÊ NOVAS UTILIDADES PARA OBJETOS ANTIGOS: Você pode transformar objetos sem uso, para utilizá-los com uma função totalmente nova. Aqui em casa, por exemplo, um conjunto de linhas de bordado se tornaram um chaveiro bem moderno. Um cinzeiro de pedra se tornou um porta-jóias. Mas lembre-se: esses objetos precisam ser ÚTEIS! Aproveite o Pinterest para se inspirar! 😉

Roman Bozhko

4- PARE DE PERDER DINHEIRO: Sabe quando compramos algo e depois descobrimos que já temos em casa não precisava ter comprado? Pois é, assim perdemos dinheiro de maneira desnecessária. Se você mantiver tudo organizado, saberá onde cada item está e não precisará comprar de novo sem necessidade.

5- FAÇA AQUELA BOA FAXINA: Aproveite que o frio ainda não chegou e faça uma limpeza geral em toda a casa. Mova os móveis de lugar, tire toda a poeira e limpe até nos cantinhos mais difíceis. Deixe o sol entrar pelos cômodos e a poeira sair pelas janelas! Depois, com tudo limpinho e arrumado, acenda uma vela perfumada. Além de uma simples faxina, esse ritual pode simbolizar também a remoção de coisas negativas dentro de você. Assim como a poeira que sai, tire todos os sentimentos negativos!

Volha Flaxeco

É importante manter a casa organizada, pois o lugar em que vivemos reflete como somos ou como estamos nos sentindo em determinado momento. Então, bora deixar essa casa leve, alegre e cheia de coisas boas? 🙂

Os 7 maiores desafios das empreendedoras criativas

Se você acompanha o nosso blog, deve ter visto que dias atrás postei um texto falando sobre minha história com o empreendedorismo criativo. Se você não viu, recomendo que leia agora mesmo. 🙂 Ainda empolgada com esse tema, resolvi fazer esse post com os 7 maiores desafios das mulheres que empreendem criativamente. Vem comigo!

1 | MOSTRAR-SE UMA EMPREENDEDORA DE FATO

Seja você homem ou mulher, mostrar-se um empreendedor “de verdade” é uma dificuldade real que empreendedores criativos enfrentam todos os dias, independente do seu gênero. Porém, quando se é mulher, nós sabemos que as coisas ficam bem mais difíceis.

2 | NÃO SE DEIXAR LEVAR PELAS GRANDES EMPRESAS E INDÚSTRIAS

Se você trabalha de maneira artesanal ou em pequena escala, em algum ponto da sua carreira já se deparou (ou deparará) com a concorrência das grandes empresas. Elas produzem em grande escala e, por isso, acabam diminuindo o preço final de determinado produto. Isso faz com que a pequena empreendedora não consiga competir no mercado e precise encontrar alternativas para poder continuar vendendo seu trabalho.

Daniel Von Appen

3 | SER UMA CONCORRENTE HONESTA

Enfrentamos diariamente uma série de escolhas que precisamos fazer. Nem todas as escolhas honestas, são as mais fáceis. Porém, ser honesto consigo, com o seu concorrente e com o seu cliente, deixa a vida mais leve. Afinal, a vida retribui aquilo que damos.

4 | NÃO PERDER O ENCANTO E A ORIGINALIDADE DO TRABALHO

Fazer algo diferente do que os outros estão fazendo, é sempre um desafio. Constantemente, empreendedoras criativas precisam de um tempo de pausa, para conseguirem recarregar sua energia, sua criatividade e poder continuar dando o melhor de si. (Se você está precisando desse momento de pausa agora, sugiro que leia esse post e também esse outro aqui).

Lauren Roberts

5 | TER UMA COMUNICAÇÃO AUTÊNTICA E CRIATIVA

Uma identidade visual que condiga com o seu trabalho, é um ponto importante para qualquer negócio de sucesso. Empreendedoras criativas devem comunicar exatamente aquilo que querem transmitir, por mais difícil que isso seja.

6 | MANTER-SE CONSTANTEMENTE ATUALIZADA

Muito estudo, dedicação e aprendizado também devem fazer parte da vida de uma empreendedora criativa. Afinal, não basta apenas criar. É preciso também entender de finanças, vendas, novas técnicas, etc.

Rawpixel

7 | SER ÚNICA

Talvez um dos desafios mais difíceis. Ter um trabalho diferenciado e único, independente do aspecto, é um desafio gigantesco em um mundo onde a concorrência cresce a cada instante.

É claro, existem inúmeros outros desafios que não citamos por aqui. Afinal, não só o empreendedorismo criativo, como também o empreendedorismo convencional, são cercados por “batalhas” diárias, não é mesmo? Mas que todos nós, que empreendemos, possamos ser respeitados e levados a sério, como merecemos!

Resenha: Livro Mostre seu Trabalho

Mostre seu Trabalho, ou “Show your Work” é um livro do americano Austin Kleon (mesmo autor de Roube como um Artista, que você pode conhecer mais clicando aqui). Um livro ótimo para quem está precisando de dicas práticas de como divulgar seu trabalho artístico da maneira mais fácil e eficaz possível.

No livro, Austin sugere que cada artista mostre um pouquinho do seu trabalho, por dia. Seja seu ambiente de trabalho, o processo criativo do trabalho que você está trabalhando, ou até trabalhos de outros artistas que inspiram você. O importante mesmo, é mostrar conteúdo interessante, ou seja, mostrar detalhes que de fato agreguem valor à sua relação com o publico. É bom também ensinar algo para as pessoas.

A pessoa que irá ver o seu trabalho, precisa se identificar também com o que você gosta, com o que você faz e com a maneira que você pensa. Isso tudo cria um vínculo e, todas as pessoas que se identificarem com você e com o que você faz, se tornarão fãs da sua arte.

Outra dica super importante, tem relação com aquela velha frase “quem não é visto, não é lembrado”. E a realidade é essa, mesmo! Se você aparecer um pouquinho por dia, as pessoas não esquecerão de você. Não suma!

O bom é que hoje, com as redes sociais, conseguimos estar presentes a todo instante, mostrando o nosso trabalho até mesmo em tempo real. Um exemplo são os Stories, do Instagram. Por falar nisso, você já segue o nosso? Todos os dias publicamos conteúdo, dicas e muita inspiração! <3

E aí, você já leu esse livro? Nos conte o que achou! E se você ainda não leu, leia! Vale muito a pena! 🙂

Vídeo #8: Como melhorar minha empresa? (Mudar é necessário!)

Se você é uma empreendedora criativa, já deve ter percebido que um dos principais desafios em nossa carreira é a tão evitada e temida MUDANÇA. Mudar faz parte da vida e do ser humano, e ela vai acontecer você querendo ou não. Apesar da dificuldade em aceitarmos isso, você já parou para pensar como ela na verdade pode lhe ajudar a melhorar a sua empresa? Nesse vídeo, a gente faz um resumo bem bacana de como mudar pode ser na verdade uma oportunidade de melhorar mais e mais. Confere aí embaixo e por favor, não esquece de se inscrever no canal hein! 😀

Exercícios de criatividade para executar hoje mesmo!

Não é raro a gente falar sobre inspiração e criatividade por aqui. (Você pode ler mais sobre esse assunto AQUI). Afinal, o que move as profissões criativas e o nosso fluxo de trabalho, são justamente elas. Mas, como funcionam? O que nos mantém inspirados?

Como surgem as ideias?

Responder essa pergunta, é algo muito complexo. As ideias surgem a partir da nossa criatividade. Ou seja, à partir da nossa capacidade de resolver problemas com o que temos disponível no momento. A criatividade é um conjunto de trabalho duro, domínio de certa técnica, personalidade e tempo/lugar favoráveis. Por exemplo, se sou bom em pintura e vivo em meio à natureza, posso pintar uma tela apenas com tinturas vindas de elementos naturais. (Frutas, seivas, etc). Se moro em um lugar onde as pessoas apreciam arte e natureza, há uma grande chance de minha ideia dar certo, pois essa nova ideia será aprovada pela sociedade. Uma das características mais importantes de pessoas criativas, são a personalidade forte e a curiosidade. Tendo em vista que elas não terão medo de arriscar novas ideias e possibilidades.

Rawpixel

Mas, como alimentar a minha criatividade?

Assim como o nosso corpo precisa de alimento para se manter funcionando e saudável, a nossa mente também precisa de alimento, para estimular nossa criatividade e inspirações. O que isso significa? Significa que, a nossa inspiração é a união de tudo aquilo que vivemos em nosso dia-a-dia. Os filmes que assistimos, as músicas que ouvimos, as pessoas que convivemos, os pensamentos que temos… Cada detalhe fica salvo em nossa mente, para podermos “consultar” quando precisarmos de novas ideias.

Por isso, é importante alimentá-la com coisas boas. Abaixo, uma lista de ideias que podem auxiliar você a estimular sua criatividade e se manter inspirado:

  • Leia bons livros: Variar os gêneros também é importante. Leia livros técnicos, romances, suspenses, biografias e até mesmo livros infantis. O seu cérebro precisa desse alimento! E, com a prática da leitura, até a sua escrita melhorará.
  • Ouça boas músicas: Faça uma playlist com várias músicas diferentes. Feche os olhos e tente imaginar uma cena para cada música. Um passeio pelo campo, enquanto escuta uma música folk, um nascer do sol na praia, enquanto escuta um reggae, até mesmo um chá da tarde com a rainha, enquanto ouve uma música clássica. 
Annie Spratt
  • Visite lugares novos: Conhecer novos lugares, mesmo que seja uma cafeteria nova na sua cidade, ajudará a sair da sua rotina. O ideal é conhecer algo novo ao menos um dia por semana. Você tem feito isso?
  • Saia com amigos e familiares – ouça: Um happy hour com amigos, uma visita a avó… ouça o que as pessoas tem para lhe contar! Absorva conhecimentos, preste atenção nas histórias delas! E lembre-se: cerque-se de pessoas positivas!
Josh Applegate
  • Experimente novas técnicas, novas comidas, novos hobbies: Sair da rotina e aprender algo novo é muito bom. Seja um workshop de marcenaria, uma oficia de culinária, uma palestra sobre filosofia… vá em busca do novo!
  • Fotografe: Um exercício super legal, é ir a um lugar que você já conhece e tentar fazer 5 fotos criativas (mesmo que seja com o celular). Pode ser foto de detalhes, de ângulos inusitados… o importante é, através da fotografia, enxergar o lugar que você já conhece, porém sob um novo olhar. Você irá se surpreender!
Adrian

Inspire-se! 

Quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez? Ou então que visitou um lugar novo? Faça algo novo a cada dia, por mais simples que seja, e a sua inspiração agradecerá! Coloque pra tocar o álbum de um artista que você não conhece, agora mesmo! Marque com os amigos de tomar um suco na lanchonete nova do bairro! Se inscreva na aula de violão, que você sempre quis aprender a tocar! 🙂

Afinal, como diz aquela velha frase de Rita Mae Brown: “loucura é fazer sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”. Então, se você quer se manter inspirado e criativo, lembre-se de aprender sempre, arriscar sem medo, procurar por respostas e alimentar sua mente e alma!

8 Dicas para lidar com o bloqueio criativo

Ele é o inimigo nº 1 dos criativos, e de vez em quando insiste em aparecer. Se você nunca passou por um bloqueio criativo, com certeza um dia ainda irá passar. Pode acontecer em qualquer família, com pessoas de todas as idades, gêneros e status social. Mas calma, porque aqui nesse post vou lhe dizer tudo o que você pode fazer quando ele chegar. 🙂

Anh Nguyen

▪ 1 | DÊ UM TEMPO

Não tem outra solução. Quando ficamos muito tempo em cima de um trabalho/tarefa, é quase 100% de chance de você enjoar dele, como tudo na vida. Dê um tempo. As ideias acabaram? Saia para passear, assista um vídeo, tome um banho, faça qualquer outra coisa que lhe faça esquecer um pouco daquilo que está fazendo. De preferência, faça algo que não tenha nada a ver com aquilo que estava fazendo. Nosso cérebro precisa de um respiro, isso é muito importante. Você vai perceber que com descanso as ideias voltam a fluir muito melhor. Permita-se esse tempo.

▪ 2 | SAIA DA ROTINA E FAÇA ALGO DIFERENTE

Acho que é bem óbvio né? Completando a dica anterior, fazer algo diferente e que saia da rotina, estimula o nosso cérebro a criar novas conexões e sair da zona de conforto. Você pega sempre o mesmo caminho para ir a algum lugar? Experimente mudar a rota. Mude seu estilo, use roupas novas e diferentes, passe por lugares onde nunca tenha passado. Faça com que a sua mente saia do modo automático e dê algo para que ela se estimule.

▪ 3 | ELIMINE A CULPA

É muito comum quando sofremos com o bloqueio criativo, nos julgarmos como fracassadas e sem ideias. Porém, esse tipo de comportamento autodestrutivo pode acentuar ainda mais a sua falta de novas ideias. Permita-se ser um ser humano e errar. Elimine a culpa. Estamos tão acostumadas a vivermos em uma sociedade acelerada, que esquecemos muitas vezes que pessoas são apenas pessoas. E sim, todo mundo erra. Você não será  a primeira e nem a última pessoa a ter um bloqueio criativo ou outro tipo de problema específico. Permita-se errar e parar, e perdoe-se por isso.

Paulette Wooten

▪ 4 | PESQUISE NOVAS REFERÊNCIAs

De nada adianta você querer ter novas ideias, e continuar buscando inspiração sempre nas mesmas fontes. Deixe a preguiça de lado e tira um dia simplesmente para buscar novas referências. Pode ser na internet, na rua, no parque, no shopping… depende muito do seu trabalho e objetivos. Pesquise e faça uma lista com novas inspirações, autores, livros, sites que te façam pensar diferente. Tenha como meta consultá-los pelo menos um dia na semana. Você verá que novas ideias irão surgir instantaneamente.

▪ 5 | DURMA, SIMPLESMENTE

Uma dica um tanto arriscada, mas eu ouso dizer que funciona sim. Nós criativos, temos mania de trabalhar horas e horas a fio, sem nos darmos conta de pequenas ações, como simplesmente dormir. Isso pode parecer bizarro, mas eu mesma já passei por isso, acreditem. Quando você precisa entregar aquele job pra ontem, você se esquece das suas necessidades mais vitais como dormir e comer. Então, relaxe. Sei que será difícil no início, mas caso as ideias falhem, simplesmente tire um tempo e vá dormir. Seu corpo agradecerá.

David Mao

▪ 6 | FAÇA EXERCÍCIOS FÍSICOS

Devo dizer que eu sempre deixo essa dica a desejar. Mas sim, ela pode ser infalível em alguns momentos. Além de causar um bem danado para o seu corpo, o exercício físico libera substancias no seu cérebro que vão fazer você ficar menos ansiosa e consequentemente, fazer seu cérebro respirar também. Vá até a academia, ou simplesmente, coloque uma roupa confortável e vá caminhar pelo bairro. Se você for mais preguiçosa como eu, simplesmente coloque uma música em casa e dance sozinha. Vai parecer meio louco para quem estiver olhando de fora, mas ninguém precisa saber não é?

▪ 7 | CONVERSE COM PESSOAS

Sempre bom não é? Vale um amigo, um familiar, parente, até mesmo o seu gato ou o cachorro, se você não se importa com o fato de que eles não irão lhe responder (pelo menos, não com palavras). Conversar faz com que além de você se desligar um pouco do que estava fazendo ou pretende fazer, irá fazer com que você veja outras percepções além da sua. Pergunte a opinião sobre algo para alguém, e saiba ouvir também. É sempre bom estar aberta as outras pessoas, e ao que elas têm a dizer.

▪ 8 | MEDITE

Por último, com certeza a minha dica favorita entre todas. Já é mais que comprovado através de diversas pesquisas científicas, que a meditação causa um bem gigante em nosso corpo e na nossa mente. Além de lhe deixar mais calma, a meditação influencia diretamente na maneira como passamos a ver o mundo. No Youtube tem vídeos ótimos que te “ensinam” a meditar e a se colocar de maneira confortável e relaxante. Vale muito a pena, super indico!

Matthew Kane

10 Livros para turbinar a sua criatividade hoje mesmo!

Para nos manter criativos, precisamos sempre pesquisar em novas fontes, aprender diferentes técnicas e adquirir o máximo de conhecimento possível. Recentemente, fizemos um vídeo lá no nosso canal, com dicas de dois livros sobre criatividade que adoramos. Se você ainda não viu, clique aqui. Inclusive, os dois livros que citamos, estão nessa lista do post de hoje também.

Para turbinar ainda mais o seu processo criativo, resolvemos trazer mais algumas dicas em formato de post. E olha que legal, caso você se interesse por algum livro e queira comprá-lo online, basta clicar na imagem do livro que você será redirecionada para o site da Amazon Brasil, com um link exclusivo nosso. Além de comprar em uma plataforma confiável e com preços ótimos, você também estará ajudando financeiramente o nosso projeto. Então, bora “calibrar” essa criatividade? 🙂

1 | ROUBE COMO UM ARTISTA, DE AUSTIN KLEON

Já falamos diversas vezes por aqui a respeito desse livro, inclusive no nosso vídeo lá no canal. “Roube como um artista” é ótimo, pois possui diversos exercícios que lhe ajudam a desbloquear a criatividade. Um livro bem dinâmico, divertido e inspirador.

Sinopse: Verdadeiro manifesto ilustrado de como ser criativo na era digital, Roube como um artista, do designer e escritor Austin Kleon, ganhou a lista dos mais vendidos do The New York Times e figurou no ranking de 2012 da rede Amazon ao mostrar com bom humor, ousadia e simplicidade que não é preciso ser um gênio para ser criativo, basta ser autêntico. Baseado numa palestra feita pelo autor na Universidade do Estado de Nova York que em pouco tempo se viralizou na internet, Roube como um artista coloca os leitores em contato direto com seu lado criativo e artístico e é um verdadeiro manual para o sucesso no século XXI. (Fonte)

2 | POESIA VISUAL, DE CHRIS ORWIG

Poesia Visual é considerado um guia para a inspiração e criatividade fotográfica. Porém, mesmo se você não for da área da fotografia, vale a pena ler. Ele nos ajuda a enxergar a poesia em tudo que há: luz, formas, texturas. Um verdadeiro encanto para os olhos e a alma!

Sinopse: Uma boa fotografia tem o potencial para transcender a linguagem verbal e escrita. Contudo, como criar essas fotografias? Não é o como que é importante, mas o quem e o quê. Quem você é como pessoa, tem um impacto direto no que você captura como fotógrafo. Seja você um amador ou um profissional, arquiteto ou acupunturista, físico ou fotógrafo, este guia fornece inspiração, técnicas simples e tarefas para impulsionar seu processo criativo e aprimorar suas imagens digitais utilizando luz natural sem equipamentos adicionais. Poesia Visual é um livro de fotografias que permite a visão sintética da poesia onde o pouco torna-se muito e o óbvio pode revelar e exteriorizar emoções. Espere encontrar nestas páginas muito mais que simples fotos. Espere se emocionar ou ter a impressão de que a vida é diferente daquilo que você conhece. Elas guardam, além de dicas magistrais de um excelente fotógrafo, o grande mistério da existência, as lembranças, a pura expressão artística, aliada à técnica máxima de um poeta das lentes. (Fonte)

3 | GRANDE MAGIA – VIDA CRIATIVA SEM MEDO, DE ELIZABETH GILBERT

Esse grande livro da autora Elizabeth Gilbert também está na nossa indicação lá do Youtube. Uma publicação espetacular pra quem deseja viver uma vida criativa mais livre e sem tanto medo do que os outros vão pensar. Especial também para as mulheres, pois sua autora tem essa visão feminina sobre o assunto, super recomendado.

Sinopse: Ao compartilhar histórias da própria vida, de amigos e das pessoas que sempre a inspiraram, Elizabeth Gilbert reflete sobre o que significa vida criativa. Segundo ela, ser criativo não é apenas se dedicar profissional ou exclusivamente às artes: uma vida criativa é aquela motivada pela curiosidade. Uma vida sem medo, um ato de coragem. A partir de uma perspectiva única, Grande Magia nos mostra como abraçar essa curiosidade e nos entregar àquilo que mais amamos. Escrever um livro, encontrar novas formas de lidar com as partes mais difíceis do trabalho, embarcar de vez em um sonho sempre adiado ou simplesmente acrescentar paixão à vida cotidiana. Com profunda empatia e generosidade, Elizabeth Gilbert oferece poderosos insights sobre a misteriosa natureza da inspiração. (Fonte)

4 | A ARTE DA CRIATIVIDADE, DE ROD JUDKINS

Pequenas lições, como por exemplo, “se não estiver quebrado, quebre”, ou então “seja maduro o suficiente para ser infantil”, compõem este livro. Sem ordem cronológica específica, você pode ler de trás para frente, ou da maneira que julgar melhor. Um verdadeiro achado!

Sinopse: Professor da University of The Arts London (UAL), no prestigiado Central Saint Martins, referência no ensino de arte e design na Inglaterra, Rod Judkins é especialista em técnicas criativas e consultor de empresas. Preocupado em levar o espírito da criatividade e da liberdade existentes no mundo da arte para a vida cotidiana, ele mostra que pensar criativamente, além de ser a chave para resolver muitos problemas no mundo do trabalho e dos negócios, é uma forma de se relacionar com a própria vida. O livro apresenta técnicas úteis para desenvolver o pensamento criativo e examina o comportamento de mentes brilhantes como Andy Wharol, Steve Jobs e outras personalidades de diversas áreas, além de ensinar como superar obstáculos como insegurança, medo ou falta de motivação. Segundo o autor, criatividade não tem a ver com produzir uma pintura ou um romance, mas com criar a si próprio, um futuro melhor e aproveitar as oportunidades. (Fonte)

5 | VAI LÁ E FAZ, POR TIAGO MATTOS

Um livro não apenas sobre criatividade, mas também sobre empreendedorismo. É pura motivação para que possamos tirar as idéias do papel e fazer acontecer. Até o design do livro é inspirador, cheio de cores, gráficos e frases impactantes.

Sinopse: O mundo está cheio de histórias de empreendedores que começaram do nada. Tiago Mattos, um dos maiores futuristas brasileiros, formado pela Singularity – a universidade erguida no Vale do Silício pelo Google em parceria com a Nasa – vai te mostrar neste livro que, sim, você pode criar uma empresa bem-sucedida do zero se tiver o mindset certo e entender como o mundo está mudando. Porque nunca foi tão fácil fazer. Nunca foi tão fácil fazer um livro, uma música, um filme, uma reunião dos colegas do ensino médio, uma passeata, um partido político, uma casa, um carro, uma declaração de amor, uma viagem ao redor do mundo. Nunca foi tão fácil fazer uma empresa. Nunca foi tão fácil entender que ninguém fará o mundo que você quer por você. Só você. (Fonte)

6 | MOSTRE SEU TRABALHO, DE AUSTIN KLEON

Mais uma vez, Austin Kleon por aqui. Mas o que fazer se esse autor só escreve livros bons? Nessa obra, ele dá 10 dicas de como compartilhar a sua criatividade e mostrar seu trabalho ao mundo e ser descoberto. Sabe aqueles livros para se ter na estante e, seguidamente, dar uma consultadinha? É esse aí mesmo! Uma publicação didática, gostosa de ler, e reler, e reler, e reler…

Sinopse: Depois de Roube como um artista, um manifesto irreverente e repleto de dicas bem-humoradas para ativar o potencial criativo, e Roube como um artista: o diário, o escritor e artista gráfico Austin Kleon ensina ao leitor como compartilhar sua criatividade e tornar seu trabalho conhecido na era digital. Dividido em 10 capítulos com regras transformadoras e objetivas, citações, exemplos práticos e ilustrações bem-humoradas, Mostre seu trabalho derruba de vez o mito do “gênio solitário” ao propor atitudes que valorizam o compartilhamento de ideias durante o processo criativo sem medo de ser “roubado”. Para Kleon, a generosidade supera a genialidade no mundo atual, e a capacidade de estar acessível e de saber usar as redes sociais de maneira produtiva, de forma a criar interesse e curiosidade em torno de seus projetos, é mais efetiva para tornar seu trabalho conhecido e relevante do que o desgastado “networking”. (Fonte

7 | A HISTÓRIA SECRETA DA CRIATIVIDADE, DE ASHTON KEVIN

Esse livro é um verdadeiro tapa na cara a respeito de tudo o que você já aprender ou ouviu falar sobre o que é a criatividade. Livre-se de todos os seus esteriótipos criativos nesse livro surpreendente e cheio de histórias. Toda vez que você lê, você se surpreende.

Sinopse: Quando pensamos nos grandes inventores e gênios criativos, muitas vezes temos a impressão de que seus feitos são resultado de um momento de inspiração. Imaginamos que Mozart ouvia suas composições inteiras na mente antes de escrevê-las, que Einstein desenvolveu a Teoria da Relatividade durante uma conversa informal e que Kandinsky pintava suas obras numa única tarde. Mas, na verdade, a criação está longe de depender da sorte, da simples inspiração ou de algum dom especial. Em A história secreta da criatividade , o professor do MIT Kevin Ashton mostra que o processo criativo é lento, complexo, espinhoso e repleto de falhas, frustrações e recomeços. Por meio de histórias reais e inspiradoras – como a do menino de 12 anos que fez a produção mundial de baunilha crescer no século XIX, da mulher que realizou as primeiras descobertas sobre o DNA e dos irmãos Wright dominando a arte de voar –, Ashton explora algumas das grandes invenções da humanidade para revelar a surpreendente verdade por trás de sua concepção. Ao analisar a trajetória de grandes nomes das ciências, das artes e dos negócios, o autor mostra que a capacidade criativa é inerente ao ser humano. O que faz com que alguns deles se destaquem, no entanto, é um misto de perseverança, trabalho duro e dedicação. De Arquimedes à Apple, dos Muppets à latinha de Coca-Cola, este livro é uma apaixonante investigação sobre o surgimento das ideias – e mostra que todos nós somos capazes de colocá-las em prática. (Fonte)

8 | O CAMINHO DO ARTISTA, POR JULIA CAMERON

Mais uma autora mulher pra lista, yey! Uma publicação cheia de práticas e atividades que irão fazer com que você desperte para a criatividade como um todo. Um verdadeiro tesouro para se ter na estante.

Sinopse: O caminho do artista reúne uma série de exercícios, reflexões e ferramentas para ajudar você a despertar sua criatividade, recuperar a autoconfiança e se livrar dos bloqueios criativos. Organizadas num programa de 12 semanas, essas técnicas vão guiá-lo por uma viagem de autodescoberta, ajudando-o a enfrentar seus medos, crenças e inseguranças – os maiores obstáculos para quem deseja expressar qualquer forma de arte. Este livro desmistifica a ideia de que o processo criativo precisa ser sofrido e extenuante, embora ele requeira uma boa dose de persistência e prática. Com este método, você vai aprender a abandonar as desculpas que o impedem de transformar suas ideias em realidade. Você vai descobrir como criar com mais liberdade e menos autocrítica, usando de forma consciente o potencial criativo que estava represado até agora. (Fonte)

9 | CRIATIVIDADE E PROCESSOS DE CRIAÇÃO, DE FAYGA OSTROWER

A autora e artista Fayga Ostrower é simplesmente um encanto! Prepare-se para viajar pelo mundo do processo criativo com esse livro sensível demais. Nele, a autora fala sobre os principais aspectos do criar, além de trazer um olhar único sobre esse assunto. Uma obra muito bonita e singular.

Sinopse: Com o referencial da arte, mas temática interdisciplinar, a autora encara a criatividade como um potencial próprio de todos os humanos. Nos processos criativos em geral importam: percepção, formas, intuição e imaginação, assim como o crescimento e a maturidade das pessoas. Os pensamentos são ilustrados com obras de arte e análises de seu conteúdo expressivo. (Fonte)

 

 

10 | PENSE COMO UM ARTISTA, DE WILL GOMPERTZ

E para fechar a lista, mais um livro sobre artistas é verdade. Mas, quase impossível falar sobre criatividade sem mencionar estes seres que a usam o tempo todo. A verdade é que no fundo, todos somos um pouco artistas, basta acreditarmos. Encanta-se com os pensamentos e processos de grandes artistas nessa publicação cheia de sentimento e inspiração!

Sinopse: A sabedoria e o pensamento criativo dos grandes artistas, de Da Vinci a Ai Weiwei, que podem ajudar a transforma sua vida Como editor de artes da BBC, Will Gompertz entrevistou e conviveu com muitos dos maiores artistas, diretores, escritores, músicos, atores, designers e pensadores criativos do mundo. E descobriu uma série de traços comuns a todos eles: práticas e processos básicos que estimulam e permitem que seus talentos floresçam. Combinando história da arte e estratégias criativas num livro realmente inspirador, o autor nos convoca a adotar esses processos e práticas. E ensina que, não importa nossa área de atuação, eles podem nos ajudar a alcançar coisas extraordinárias também. Usando como exemplo diversos artistas consagrados entre eles Michelangelo, Van Gogh, Duchamp, Picasso, Andy Warhol, Ai Weiwei e Marina Abramovic, Gompertz trata de criatividade, autoconfiança e persistência. E mostra que para ser bem-sucedido mesmo o mais genial e revolucionário dos artistas precisou, e precisa, pensar diferente, fazer diferente, confiar em si mesmo, ser empreendedor e seguir em frente. Então, pense como um artista e… Seja curioso de verdade: a descoberta das lentes ópticas por Caravaggio mudou a arte para sempre; Pense no contexto mais amplo e no detalhe mínimo: Turner transformou uma obra-prima com uma pequena pincelada de tinta vermelha. Seja empreendedor: como Andy Warhol e Damien Hirst, faça da criatividade seu bem mais valioso; E não tenha medo de errar. É quase sempre o plano B que dá certo: Mondrian passou anos pintando árvores antes de se tornar um mestre da abstração. (Fonte)

E aí, o que achou da nossa lista? Tem mais algum livro que você gostou muito e gostaria de indicar? Deixa aqui pra gente nos comentários, e nos fala também se você gostaria de ver uma PARTE 2 desse post, com dicas de outros livros. 🙂

Vídeo #7: Livros sobre criatividade

Alguém pediu vídeo novo? 😀 Sabemos que estávamos um pouco sumidas do nosso canal, mas foi por um ótimo motivo: estávamos preparando mais conteúdos para esse novo ano que chegou! E pra dar o pontapé do primeiro vídeo de 2018, aqui vão duas dicas de livros pra quem quer saber mais sobre criatividade. Estão curiosas? Então confere o vídeo abaixo e já sabe né…

INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL! 😀