Como produzir fotos mais criativas?

Quem trabalha com fotografia, sabe: chega um momento que as ideias se esgotam, que o “poço da criatividade” seca. Acredite, você não é menos criativo ou talentoso por causa disso. A criatividade, assim como outras características humanas, precisam ser lidadas como hábitos. Ou seja, alimentadas dia após dia, como um exercício mental. E nesse post, daremos algumas dicas de como produzir fotos mais criativas e alimentar seu conhecimento fotográfico.

  • INTERNET, PRA QUE TE QUERO: A internet é mais ou menos como um poço infinito de ideias. Nela, você vai encontrar de tudo. (de tudo, meeeeesmo). Claro, é preciso saber filtrar. Mas o Pinterest, por exemplo, é um local que você vai encontrar muitas referências e ideias novas. Se você ainda não tem, vale a pena criar uma conta por lá. Mas tome cuidado, pois no momento em que você acessa, você tende a passar horas e horas vendo imagens e acaba esquecendo do mundo ao seu redor.
  • PASTINHA DE REFERÊNCIAS: Crie pastinhas de referências. Pode ser online, no computador ou até mesmo a boa e velha pastinha de elástico. O importante é ter um lugarzinho onde você possa acrescentar todas as ideias bacanas, como um baú do tesouro. Quando der branco e a criatividade for embora, basta você acessar essa pastinha e se inspirar novamente! (Ah, lembrando que não precisam ser apenas fotos do seu setor, ok? Coloque fotos de tudo que inspira você! Como por exemplo de locais que você gostaria de visitar, de editoriais de moda, de arquitetura, porque o enquadramento é bonito, porque você gostou das cores… etc! Use a criatividade!).
Lucas Sankey
  • FUJA DO ÓBVIO: Se você precisa de ideias para fotos, procure por essas ideias em outros tipos de arte. Leia um livro, assista a um filme, ouça música. Fuja do óbvio e encontre a criatividade quando você menos esperar!
  • BRINCADEIRA DO FILME: Escolha o trailer de um filme que você adora. Coloque o trailer para rodar e vá pausando em cenas que você acredita que dariam ótimas fotografias. Você se surpreenderá com os enquadramentos e composições inusitadas. A partir dessa simples brincadeira, pode sair uma super ideia, né?
Lilly Rum
  • NÃO FORCE A BARRA: Não adianta passar horas tentando fazer alguma ideia cair do céu. Ela não cairá. Aproveite para dar uma caminhada, tomar um banho quente ou passear em algum lugar novo. Desopile a mente e a ideia surgirá quando você menos esperar. Eu garanto!

E aí, gostou das dicas? Quais dela você já aplica no seu dia a dia? Conta pra gente nos comentários! 🙂

Como começar a empreender criativamente? 5 dicas práticas para você começar JÁ!

Você é nova por aqui e ainda não sabe exatamente o que significa “empreendedorismo criativo”? Então aproveite para dar uma lida nesse post AQUI. Agora, se você já sabe o que isso significa, morre de vontade de se tornar uma empreendedora criativa mas não faz ideia por onde começar, seu problema terminou! Abaixo, listamos 5 dicas práticas para você começar hoje mesmo, com aquilo que você possui! 😉

Debby Hudson
  1. VOCÊ POSSUI / FAZ ALGUM TRABALHO CRIATIVO? Dentro desta categoria, estão todos os trabalhos que envolvem a criatividade, sejam manuais ou não. Alguns deles são o artesanato, bordado, fotografia, moda, ilustração, design, pintura, etc… Se você executa algum destes trabalhos ou algum outro que também utiliza a criatividade e deseja levá-lo como profissão, este é o primeiro passo para se tornar uma empreendedora criativa.
  2. NÃO TENHA VERGONHA E MOSTRE SEU TRABALHO! Se você não contar sobre a sua arte para o mundo, ninguém saberá o que você faz. Perca a vergonha e mostre aos amigos e familiares o que você gosta de fazer.
  3. DIVULGUE NAS REDES: Atualmente, o Instagram é um excelente canal de vendas. Além de grátis, você pode publicar fotos dos seus trabalhos, vídeos do seu dia-a-dia e também conversar através de mensagens. Outra opção também é criar uma plataforma online, estilo e-commerce.
  4. FAÇA PARCERIAS: Saiba quem é o seu público alvo e faça parcerias com marcas e locais que seu público frequenta. Algumas ideias de parcerias são promoções em conjuntos, editoriais de moda, desconto nos seus serviços para clientes que frequentam o local “X”, assim por diante. São inúmeras parcerias que podem beneficiar você e seu negócio!
  5. NÃO TENHA MEDO DE ARRISCAR: E a última dica, mas não menos importante que as outras: não tenha medo de arriscar, nem medo de críticas. Nem sempre acertamos, nem sempre todos gostam do que fazemos. Mas, só fazendo (e refazendo, e refazendo…) que chegaremos a algum lugar.

E aí, gostou das dicas? Bora começar a empreender hoje mesmo? Tenho certeza que, assim que você começar, não irá conseguir parar.<3

Como começar a fotografar? (parte 1)

A fotografia é uma profissão muito subestimada. Muita gente acredita que fotografar é a coisa mais fácil do mundo, que basta apertar um botão e a foto aparece magicamente ali, na telinha, prontinha pra ser compartilhada. E, por esse motivo, tem muita gente que quer “virar fotógrafo” da noite para o dia. Se você quer começar a ter uma carreira na fotografia e acha que vai ser molezinha, já te adianto: não vai. Agora, se você tem persistência, gosta de enfrentar desafios e, assim como eu, é apaixonado por essa arte, pode continuar a ler esse texto. 🙂

Koko Curio

Como começar a fotografar?

Com a facilidade de comprar uma câmera boa, ou até mesmo com a facilidade de usar smartphones, a profissão do fotógrafo se desvalorizou muito nos últimos tempos. Há muita gente que (INFELIZMENTE) deixa de contratar um fotógrafo, porque acha que com a câmera boa do seu celular, vai ter um resultado satisfatório. Esse pensamento é lamentável, pois um fotógrafo estuda muito sobre iluminação, enquadramento, composição, edição de imagens, etc.

Então abaixo, algumas dicas bem básicas que ajudarão você a se inserir nesse mercado da fotografia:

  • ESTUDE: Parece óbvio, né? Mas não é. Já ouvi muita gente dizer “sério que existe uma faculdade pra aprender a tirar foto?” ou “é só apertar um botão, não tem segredo”. Então uma pequena dica: se você gosta de fotografar e não conhece as palavras ISO, Velocidade e Abertura, comece por aí. Essas palavrinhas acompanharão você durante toda a vida.
  • ESTUDE MAIS: Já aprendeu as regrinhas básicas? Então agora é hora de aprender mais! Estude enquadramento, tipos de iluminação, regra dos terços, composição, etc. Teoria é muito importante!
Thought Catalog
  • DEFINA SUA ÁREA: Você já descobriu em qual caminho da fotografia deseja seguir? São muitos: fotografia publicitária, fotografia ambiental, fotografia de arquitetura, fotografia de eventos e assim por diante… ninguém consegue abraçar tudo. Portanto, definir o seu nicho é essencial para poder se aprimorar nele.
  • COLOQUE EM PRÁTICA: Agora que você já sabe fotografar e também já descobriu o que gosta de fotografar, chegou a hora de praticar. Afinal, a prática leva à perfeição, né? Se você gosta de fotografar pessoas, convide um amigo para ser fotografado. Caso você prefira fotografar arquitetura, passeie pela sua cidade registrando prédios e linhas. Se a sua área é a fotografia ambiental, um passeio pelo Zoo da cidade é uma boa ideia… e assim por diante. Aproveite para testar novas técnicas, tipos de iluminação, ângulos… deixe a criatividade fluir!
Artem Sapegin
  • DIVULGUE: Depois de praticar muito (fotografe vários amigos, passeie por vários parques… continue praticando! O legal é que você sempre tente melhorar), chegou a hora de divulgar o seu trabalho. Que tal criar um blog? Uma conta no Instagram? Não tenha medo de mostrar o que você tem feito, desde que você esteja satisfeito com o resultado.

Esse texto foi dividido em duas partes. Essa primeira parte que você leu, trata mais sobre a técnica fotográfica em si. Já a segunda parte desse texto, que será publicada em breve, abordará dicas práticas de como começar a vender  seu trabalho fotográfico e como começar a ter clientes. Não vai perder, né? 🙂

6 Ideias para um ambiente mais criativo

Seja em casa ou no trabalho (ou nos dois caso você trabalhe em home office), ter um ambiente que estimule a criatividade é fundamental, ainda mais se você possui uma profissão criativa. Se você anda enjoada, e gostaria de dar aquele UP em algum ambiente, nós separamos aqui nesse post 5 ideias para que você tenha um ambiente mais criativo, e que podem ser aplicadas em qualquer espaço. Vem dar uma espiada!

1 | MENOS É MAIS

Eu adoro essa expressão: “menos é mais”. E muitas vezes, quando queremos criar um ambiente criativo, essa é uma ótima ideia. Afinal, estar em um ambiente minimalista e organizado, pode ser ideal para muitas pessoas colocarem as ideias em ordem e criarem mais. Evite a tentação de colocar muitos itens de decoração em um mesmo espaço. Muitas vezes algumas almofadas coloridas, uma luminária clean, e uma mesinha de centro, já são suficientes para você se sentir confortável e ao mesmo tempo, incentivada a criar. Evite a tentação de exagerar.

2 | INVISTA EM OBJETOS DIFERENTES E CRIATIVOS 

Essa é uma das dicas que eu mais adoro. Pequenos detalhes podem fazer a diferença na hora de proporcionar um ambiente mais atrativo. Invista em objetos ou móveis que sejam criativos e que expressem o que você faz, ou alguma ideia sua. No Youtube, você pode encontrar diversos tutoriais que lhe ensinam a produzir algo bacana sem gastar muito. Vale muito a pena investir.

3 | CUIDE DA ENERGIA DO AMBIENTE

Este item pode parecer uma bobagem para algumas pessoas. No entanto, para quem acredita, a energia do ambiente pode interferir, e muito, na forma como criamos. Se você achar interessante, tenha um cantinho da meditação ou oração em seu ambiente. Alguns itens podem compor esse cenário, como: pedras (muito boas para “sugar” energias ruins), incensos diversos, imagens e/ou figuras de pessoas importantes como Buda, Jesus, ou outro santo que você acredite. Plantas diversas, e por aí vai. Independente da sua religião, essa pode ser uma boa pedida para criar um ambiente mais harmonioso de uma forma geral, e assim aflorar mais as ideias.

4 | TENHA UM QUADRO DE IDEIAS

Extremamente necessário para todos os criativos(as) de plantão. Pode ser no quarto, na sala, ou até mesmo na cozinha (sim, porque não?),  um quadro de ideias vai fazer com que você expresse melhor o que está se passando na sua cabeça. Sabe aquele momento em que você está comendo um simples sanduíche e tem aquela ideia? Então, você poderá usar o quadro para anotá-la. Também é bacana utilizá-lo para escrever frases motivacionais, caso você sinta necessidade.

5 | PLANTAS SÃO UMA BOA PEDIDA

Eu não sei vocês, mas eu amo um espaço com muito verde. Ainda mais pra quem vive em grandes cidades, sabemos como é difícil estar perto da natureza muitas vezes. E se você é como eu e sente falta disso, você pode compensar esse sentimento espalhando plantas pelos ambientes. Só não vai fazer como eu e esquecer de regá-las depois. Lembre-se que cada planta tem suas particularidades e é importante pesquisar antes de comprar, para saber exatamente quais cuidados são necessários com cada uma.

6 | RENOVE SEMPRE

E por fim, mas não menos importante: não tenha medo de renovar. Nossas ideias, assim como os ambientes que frequentamos, precisam de um respiro de vez em quando. Mude, apenas. Troque a mesa de lugar, pendure novos quadros na parede, troque a luminária, invista em um novo objeto que fará seus olhos brilharem sempre que olhar para ele. Mas lembre-se: todas estas ideias são apenas AUXILIARES na hora da sua criação. A sua principal motivação deve sempre vir de dentro para fora, e partir de VOCÊ MESMA. Mude, troque, compre novos itens, mas não esqueça que nada disso vai lhe ajudar a criar mais se você não estiver bem consigo mesma. 😉

E aí, gostou das ideias? Tem alguma outra que você gostaria de acrescentar? Escreve pra gente aí nos comentários, e como de costume, não esquece de compartilhar o texto com aquele seu amigo(a)/colega que também está precisando destas dicas. 🙂

Exercícios de criatividade para executar hoje mesmo!

Não é raro a gente falar sobre inspiração e criatividade por aqui. (Você pode ler mais sobre esse assunto AQUI). Afinal, o que move as profissões criativas e o nosso fluxo de trabalho, são justamente elas. Mas, como funcionam? O que nos mantém inspirados?

Como surgem as ideias?

Responder essa pergunta, é algo muito complexo. As ideias surgem a partir da nossa criatividade. Ou seja, à partir da nossa capacidade de resolver problemas com o que temos disponível no momento. A criatividade é um conjunto de trabalho duro, domínio de certa técnica, personalidade e tempo/lugar favoráveis. Por exemplo, se sou bom em pintura e vivo em meio à natureza, posso pintar uma tela apenas com tinturas vindas de elementos naturais. (Frutas, seivas, etc). Se moro em um lugar onde as pessoas apreciam arte e natureza, há uma grande chance de minha ideia dar certo, pois essa nova ideia será aprovada pela sociedade. Uma das características mais importantes de pessoas criativas, são a personalidade forte e a curiosidade. Tendo em vista que elas não terão medo de arriscar novas ideias e possibilidades.

Rawpixel

Mas, como alimentar a minha criatividade?

Assim como o nosso corpo precisa de alimento para se manter funcionando e saudável, a nossa mente também precisa de alimento, para estimular nossa criatividade e inspirações. O que isso significa? Significa que, a nossa inspiração é a união de tudo aquilo que vivemos em nosso dia-a-dia. Os filmes que assistimos, as músicas que ouvimos, as pessoas que convivemos, os pensamentos que temos… Cada detalhe fica salvo em nossa mente, para podermos “consultar” quando precisarmos de novas ideias.

Por isso, é importante alimentá-la com coisas boas. Abaixo, uma lista de ideias que podem auxiliar você a estimular sua criatividade e se manter inspirado:

  • Leia bons livros: Variar os gêneros também é importante. Leia livros técnicos, romances, suspenses, biografias e até mesmo livros infantis. O seu cérebro precisa desse alimento! E, com a prática da leitura, até a sua escrita melhorará.
  • Ouça boas músicas: Faça uma playlist com várias músicas diferentes. Feche os olhos e tente imaginar uma cena para cada música. Um passeio pelo campo, enquanto escuta uma música folk, um nascer do sol na praia, enquanto escuta um reggae, até mesmo um chá da tarde com a rainha, enquanto ouve uma música clássica. 
Annie Spratt
  • Visite lugares novos: Conhecer novos lugares, mesmo que seja uma cafeteria nova na sua cidade, ajudará a sair da sua rotina. O ideal é conhecer algo novo ao menos um dia por semana. Você tem feito isso?
  • Saia com amigos e familiares – ouça: Um happy hour com amigos, uma visita a avó… ouça o que as pessoas tem para lhe contar! Absorva conhecimentos, preste atenção nas histórias delas! E lembre-se: cerque-se de pessoas positivas!
Josh Applegate
  • Experimente novas técnicas, novas comidas, novos hobbies: Sair da rotina e aprender algo novo é muito bom. Seja um workshop de marcenaria, uma oficia de culinária, uma palestra sobre filosofia… vá em busca do novo!
  • Fotografe: Um exercício super legal, é ir a um lugar que você já conhece e tentar fazer 5 fotos criativas (mesmo que seja com o celular). Pode ser foto de detalhes, de ângulos inusitados… o importante é, através da fotografia, enxergar o lugar que você já conhece, porém sob um novo olhar. Você irá se surpreender!
Adrian

Inspire-se! 

Quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez? Ou então que visitou um lugar novo? Faça algo novo a cada dia, por mais simples que seja, e a sua inspiração agradecerá! Coloque pra tocar o álbum de um artista que você não conhece, agora mesmo! Marque com os amigos de tomar um suco na lanchonete nova do bairro! Se inscreva na aula de violão, que você sempre quis aprender a tocar! 🙂

Afinal, como diz aquela velha frase de Rita Mae Brown: “loucura é fazer sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”. Então, se você quer se manter inspirado e criativo, lembre-se de aprender sempre, arriscar sem medo, procurar por respostas e alimentar sua mente e alma!

Projeto paralelo: você tem o seu?

Você tem algum projeto paralelo ou pessoal? Não?! Então esse post aqui vai te inspirar a começar um já, já.

Um hobby (diferente do projeto paralelo) nada mais é do que você criar algo por prazer, não por obrigação. Nele, você pode colocar sua personalidade, seu estilo, realizando alguma atividade que você gosta. Sem prazos, sem cobranças. Apenas porque você sente prazer fazendo aquilo. Você pode ser bancária, por exemplo, mas nas horas vagas gosta de escrever. Ou então você pode ser psicóloga e gostar de fotografar a natureza. Ou até mesmo uma fotógrafa que adora cozinhar.

Roman Kraft

Já um projeto paralelo, requer certa determinação e dedicação extra. É um projeto com alguma finalidade (financeira ou não). Por exemplo, escrever um romance, fazer uma exposição com fotos de natureza ou publicar um livro com suas próprias receitas.

São inúmeras possibilidades! Analise o que você gosta de fazer ou o que você faz bem (sem ser exatamente o que você faz em seu ofício). Comece arriscando, criando novas alternativas. Use seu tempo livre. Faça o projeto por amor, não por dinheiro!

Brooke Lark

Além de aproveitar seu tempo livre fazendo algo que te dá prazer, você ainda pode conhecer novas pessoas e fazer um bom networking, desenvolver mais habilidades, usar e treinar sua criatividade e até mesmo descobrir mais coisas sobre você mesmo, que você nem sabia. Já pensou se esse projeto despretensioso vira o trabalho que você sempre sonhou ter?

E aí, vamos começar? 🙂

 

Motivação, qual é a sua?

Ontem à noite, comparecemos ao evento “Motivação, qual é a sua?” promovido pelo Núcleo da Mulher Empreendedora da CDL Novo Hamburgo.  Além da palestra da empresária Faby Hoff, (que foi super motivadora e emocionante), o evento contou com a exposição de jóias da H. Maria, além de troca de informações e conhecimentos. E, não podíamos deixar de registrar tudinho pra mostrar por aqui! Esperamos que gostem! 🙂

Ah, e também já estamos ansiosas pelo próximo evento!

Resenha: Livro Roube como um artista

Roube como um artista, ou “Steal like an artist”, é um livro com dicas sobre a criatividade, escrito pelo americano Austin Kleon. O intuito do livro é provar que aquela velha frase, “na vida nada se cria, tudo se copia”, é verdadeira. Mas, claro que você não pode sair copiando tudo o que seu concorrente faz! O segredo, é buscar criatividade e ideias em outras fontes.

Se você pinta, por exemplo, não adianta apenas se inspirar nas obras de Picasso, Van Gogh, Caravaggio… Comece a procurar inspiração também em filmes, fotografias, revistas… abra a sua mente! O autor também ressalta que o que há de bom no mundo está aí para ser roubado (E MELHORADO, é claro!).

Para as minhas fotografias, eu costumo buscar inspiração não somente em outros fotógrafos, mas também em filmes, livros, músicas, pinturas e até mesmo conhecendo lugares novos. Um passeio de carro sem rumo pode me dar muitas ideias sobre um ensaio fotográfico, como por exemplo locações, luz do sol, etc.

Outra dica interessante, é escolher 5 pessoas que inspiram você e pesquisar TUDO sobre elas. O próximo passo é descobrir 5 pessoas que inspiram essas 5 pessoas… e assim por diante. Ao final de tudo isso, você conseguirá compreender melhor o processo de criação dessas pessoas e assim construir o seu próprio.

E não se esqueça: leve um caderninho e uma caneta sempre com você! Pois nunca se sabe quando você encontrará algo interessante para roubar, não é mesmo?

Se você gostou do tema, pode adquirir o livro AQUI (é super baratinho), e/ou pode assistir a um TEDx do Austin Kleon  AQUI.