8 Dicas para lidar com o bloqueio criativo

Ele é o inimigo nº 1 dos criativos, e de vez em quando insiste em aparecer. Se você nunca passou por um bloqueio criativo, com certeza um dia ainda irá passar. Pode acontecer em qualquer família, com pessoas de todas as idades, gêneros e status social. Mas calma, porque aqui nesse post vou lhe dizer tudo o que você pode fazer quando ele chegar. 🙂

Anh Nguyen

▪ 1 | DÊ UM TEMPO

Não tem outra solução. Quando ficamos muito tempo em cima de um trabalho/tarefa, é quase 100% de chance de você enjoar dele, como tudo na vida. Dê um tempo. As ideias acabaram? Saia para passear, assista um vídeo, tome um banho, faça qualquer outra coisa que lhe faça esquecer um pouco daquilo que está fazendo. De preferência, faça algo que não tenha nada a ver com aquilo que estava fazendo. Nosso cérebro precisa de um respiro, isso é muito importante. Você vai perceber que com descanso as ideias voltam a fluir muito melhor. Permita-se esse tempo.

▪ 2 | SAIA DA ROTINA E FAÇA ALGO DIFERENTE

Acho que é bem óbvio né? Completando a dica anterior, fazer algo diferente e que saia da rotina, estimula o nosso cérebro a criar novas conexões e sair da zona de conforto. Você pega sempre o mesmo caminho para ir a algum lugar? Experimente mudar a rota. Mude seu estilo, use roupas novas e diferentes, passe por lugares onde nunca tenha passado. Faça com que a sua mente saia do modo automático e dê algo para que ela se estimule.

▪ 3 | ELIMINE A CULPA

É muito comum quando sofremos com o bloqueio criativo, nos julgarmos como fracassadas e sem ideias. Porém, esse tipo de comportamento autodestrutivo pode acentuar ainda mais a sua falta de novas ideias. Permita-se ser um ser humano e errar. Elimine a culpa. Estamos tão acostumadas a vivermos em uma sociedade acelerada, que esquecemos muitas vezes que pessoas são apenas pessoas. E sim, todo mundo erra. Você não será  a primeira e nem a última pessoa a ter um bloqueio criativo ou outro tipo de problema específico. Permita-se errar e parar, e perdoe-se por isso.

Paulette Wooten

▪ 4 | PESQUISE NOVAS REFERÊNCIAs

De nada adianta você querer ter novas ideias, e continuar buscando inspiração sempre nas mesmas fontes. Deixe a preguiça de lado e tira um dia simplesmente para buscar novas referências. Pode ser na internet, na rua, no parque, no shopping… depende muito do seu trabalho e objetivos. Pesquise e faça uma lista com novas inspirações, autores, livros, sites que te façam pensar diferente. Tenha como meta consultá-los pelo menos um dia na semana. Você verá que novas ideias irão surgir instantaneamente.

▪ 5 | DURMA, SIMPLESMENTE

Uma dica um tanto arriscada, mas eu ouso dizer que funciona sim. Nós criativos, temos mania de trabalhar horas e horas a fio, sem nos darmos conta de pequenas ações, como simplesmente dormir. Isso pode parecer bizarro, mas eu mesma já passei por isso, acreditem. Quando você precisa entregar aquele job pra ontem, você se esquece das suas necessidades mais vitais como dormir e comer. Então, relaxe. Sei que será difícil no início, mas caso as ideias falhem, simplesmente tire um tempo e vá dormir. Seu corpo agradecerá.

David Mao

▪ 6 | FAÇA EXERCÍCIOS FÍSICOS

Devo dizer que eu sempre deixo essa dica a desejar. Mas sim, ela pode ser infalível em alguns momentos. Além de causar um bem danado para o seu corpo, o exercício físico libera substancias no seu cérebro que vão fazer você ficar menos ansiosa e consequentemente, fazer seu cérebro respirar também. Vá até a academia, ou simplesmente, coloque uma roupa confortável e vá caminhar pelo bairro. Se você for mais preguiçosa como eu, simplesmente coloque uma música em casa e dance sozinha. Vai parecer meio louco para quem estiver olhando de fora, mas ninguém precisa saber não é?

▪ 7 | CONVERSE COM PESSOAS

Sempre bom não é? Vale um amigo, um familiar, parente, até mesmo o seu gato ou o cachorro, se você não se importa com o fato de que eles não irão lhe responder (pelo menos, não com palavras). Conversar faz com que além de você se desligar um pouco do que estava fazendo ou pretende fazer, irá fazer com que você veja outras percepções além da sua. Pergunte a opinião sobre algo para alguém, e saiba ouvir também. É sempre bom estar aberta as outras pessoas, e ao que elas têm a dizer.

▪ 8 | MEDITE

Por último, com certeza a minha dica favorita entre todas. Já é mais que comprovado através de diversas pesquisas científicas, que a meditação causa um bem gigante em nosso corpo e na nossa mente. Além de lhe deixar mais calma, a meditação influencia diretamente na maneira como passamos a ver o mundo. No Youtube tem vídeos ótimos que te “ensinam” a meditar e a se colocar de maneira confortável e relaxante. Vale muito a pena, super indico!

Matthew Kane

Sobre nossos medos e fraquezas

Eu sempre fui uma pessoa calma, ao menos era isso o que a maioria das pessoas me dizia. Sentia meu coração acelerar em determinadas situações desde muito nova, mas sempre imaginei que isso fosse algo natural do ser humano. E é. Até o momento em que você começa a não querer mais sair de casa, e achar que vai morrer sem motivo. Aí, estamos falando da síndrome do pânico.

Tanja Heffner

Pra quem não conhece:

“A síndrome do pânico é um transtorno de ansiedade, caracterizado por um grande medo/mal-estar com sintomas físicos e cognitivos, que se iniciam de forma brusca, e que causam um medo recorrente de morte”. (Fonte)

Ou seja, imaginem uma ansiedade típica daquela onde você (pessoa que nunca teve síndrome do pânico) sente antes de apresentar um trabalho na escola ou na faculdade, por exemplo. Aquele friozinho na barriga que sentimos antes de algum compromisso importante, e que é extremamente normal e saudável. Agora, multiplique essa pequena sensação por MIL e faça ela durar em torno de 20 a 30 minutos. Pois é, posso afirmar com precisão que esta não é uma sensação nada agradável.

Como dizia no começo do post, eu sempre fui considerada uma pessoa tranquila, pelo menos pelas pessoas que me viam de longe. O problema era que eu tinha dificuldade em expressar meus pensamentos e emoções (ainda sinto bastante as vezes). Fazer esse texto e relatar tudo isso pra mim é um exercício de eterna consciência de mim mesma. Aceitar os meus defeitos e entender que não tenho controle de tudo, muitas vezes das minhas próprias ações é algo que estou cada vez mais tentando aprender e aceitar. A verdade é que o aprendizado nunca termina.

jordan Bauer

Agora no mês de Dezembro estou parando de tomar medicação, depois de 1 ano e meio indo quase todos os meses ao médico e depois de um ano de terapia, aprendi que eu tenho várias fraquezas, e mais, que as pessoas ao meu redor também as tem, e que não podemos ter medo de assumi-las. Não como forma de nos vitimizarmos ou levantarmos qualquer troféu, muito pelo contrário. Mas sim, porque essa é a nossa condição natural de SER HUMANO. Não podemos ser nada além daquilo que já somos.

Vivemos em um mundo frenético onde cada vez mais nos sentimos pressionados para sermos pessoas perfeitas, filhos, pais, mães, profissionais exemplares que nunca erram. E sem chorar, porque chorar é feio, ainda mais se você for homem. Neste caso, tenho que dizer que nós mulheres saímos na frente, porque pelo menos podemos expressar nossas decepções com mais liberdade, até certo ponto, é claro. As redes sociais estão aí para nos lembrar a todo instante dessa vida perfeita de faz de conta. Sim, digo de faz de conta porque nos esquecemos que nunca seremos assim, que não somos máquinas. Somos seres humanos cheios de defeitos e manias, e que muitas vezes só necessitam de um colo para se sentirem melhores.

E você, está já sofreu alguma vez com seus medos e fraquezas? Já teve medo de assumi-los? Conta pra gente aí nos comentários! Queremos ouvir a sua história!

The Global Goals: Uma dose de esperança de um mundo melhor!

No último final de semana em uma conversa com um grupo de amigas, uma delas falou sobre The Global Goals. Projeto interessantíssimo, mas que nenhuma das 15 pessoas presentes na sala havia ouvido sobre.

Meu objetivo não é criticar a mídia sobre divulgar apenas o que vende ou que é de interesse de uma minoria da população, mas pasmem, este projeto foi posto em prática em 25 de setembro de 2015! Sim, mais de dois anos e sequer ouvimos falar o nome do projeto!

Pois bem, decidi fazer um breve resumo desta atitude que – na minha humilde opinião – é maravilhoso! E trás esperança nesses tempos de turbulência que temos passado.

OS OBJETIVOS MUNDIAIS!

The Global Goals é um projeto desenvolvido pela ONU, onde são estabelecidos 17 objetivos para atingir 3 macro objetivos, que são: erradicar a pobreza extrema, combater a desigualdade e a injustiça e corrigir as mudanças climáticas. Tudo isto para construirmos um mundo melhor! Desde 25 de setembro de 2015, 193 países se comprometeram a cumprir os objetivos estabelecidos e, de acordo com a realidade de cada país, foram estabelecidas metas para cada um dos objetivos. Todos os objetivos se conectam de alguma maneira, a melhoria de um é o pontapé para o início do progresso de outro.

Eu poderia passar horas aqui escrevendo sobre cada um dos objetivos, mas me estenderia demais e alguns desistiriam de ler na metade. Clica aqui para saber todos os detalhes e informações importantes sobre o assunto.

Uma coisa que é muito legal no projeto (mais uma coisa, porque este projeto é demais!), é que existem os goalkeepers. Os goalkeepers são pessoas influentes que se comprometem a monitorar e cobrar os governos sobre seu desempenho em relação ao The Global Goals como, por exemplo, cortes de verbas em setores vitais para o sucesso dos objetivos. Entre os goalkeeper temos nomes como Barack Obama, Bill Gates, Malala Yousafzai, Will.I.Am, entre outros.

Sabemos que melhorar 100% todos os pontos destacados no projeto é um sonho que somente será realizado após muitos anos de trabalho e dedicação mundial, porém precisamos começar de alguma maneira, certo? Então, a ideia do projeto é que em 15 anos os países inscritos comprovem melhorias nos indicadores de cada objetivo.

Falando a nível Brasil, nós sabemos que, infelizmente, a administração de nosso país está longe de ser das melhores (de novo, meu objetivo não é criticar nosso governo). Com base nisso, enquanto cidadãos, precisamos cobrar nossos governantes, saber se os investimentos estão sendo feitos de acordo com as metas para realização dos 17 objetivos. Pode parecer clichê, mas nós precisamos nos empenhar, entrar em ação e, principalmente, dar o exemplo para contribuir para tantas melhorias, porque, embora seja de responsabilidade do governo gerir o projeto, o povo também tem suas responsabilidades, que são muito grandes. Então vamos dar o exemplo, divulgar este lindo projeto e, o ponto que penso ser a chave para tudo, ter empatia!

Obs: Lauren, obrigada por ter me apresentado o The Global Goals!

Música empoderada: Karol Conka

Se você mora nesse mundo, certamente já ouviu o nome dessa mulher em algum lugar. Ou talvez não saiba quem ela e, mas possivelmente ouviu a sua música em alguma rádio. Karoline dos Santos Oliveira, mais conhecida como Karol Conka, é a atual mulher empoderada da música brasileira que você respeita.

Com suas madeixas rosas, seja de cabelo curto, num black, ou de tranças, a curitibana de  apenas 30 anos, (sim, mulheres de 30 vocês estão na flor da idade), TOMBA MUITO por onde passa.

Eu vou ser sincera pra vocês e dizer que ouço pouca música brasileira. Eu sei, isso é um erro. Com tantos talentos incríveis por ai, as vezes me sinto culpada por não estar tão atenta ao que ocorre na música no nosso país. Mas, sabe, quando vi essa mulher cheia de atitude, negra, de cabelo curto, falando de sexo oral na mulher sem tabu por aí, cara… fui OBRIGADA a parar e escutar. E poxa, devo dizer, essa ela me conquistou demais. ❤

Seja pelos seus clipes lacradores ou pela sua coragem de expor a sua arte, suas músicas exaltam a força da mulher na sociedade.

Sua história de vida e nas artes é a mesma que muitas de nós. De origem humilde, sempre teve afinidade com a música desde jovem, porém, em um meio de poucas oportunidades. No inicio da sua vida adulta, ainda ficou grávida do seu primeiro filho, Jorge, o que foi uma grande surpresa na sua vida. Mãe, mulher, negra, feminista, Karol mesmo assim fez questão de continuar investindo nos seus talentos, e não deu outra, virou esse grande sucesso que é hoje!

Bora ouvir?

https://www.youtube.com/watch?v=9bY4qEFgOrE

A letra dessa última é demais, da uma olhada:

Você me subestima, eu continuo nem aí
Vivo na brisa e o que me incomoda deixa de existir
Se apavora ao ver que cada vez mais posso progredir
Passa, ignora e percebe que não tem pra onde fugir

Vejo você cair, querendo admitir
Que o meu processo apesar de ser lento pode fluir
Herdeira dos meus ancestrais, cultivando a paz, que o verde me traz
Espalho minha mensagem e nada mais (…)

Você demorou muito tempo pra perceber
Que ficar me julgando só te levou a perder
Nessa vida não basta querer ser
Tem que tá na veia, saber fazer

Mas você se distrai, confunde o meu valor
Sai falando demais, fica puto enquanto eu vou
Pronde você não vai, você não vai
Pronde você não vai, você não vai

❤❤❤

Curtiu também? Então siga a cantora nas redes sociais: Facebook | Instagram | Twitter 

5 Atitudes para uma vida mais simples

Simplicidade nem sempre quer dizer somente ter poucos bens materiais. É claro que toda pessoa minimalista faz questão de não acumular muitos objetos, é uma consequência do seu estilo de vida. Mesmo assim, ser alguém simples tem a ver principalmente com pequenas atitudes que são tomadas no seu dia. Se você está buscando levar uma rotina mais leve e tranquila, este post é para você.

Dawid Zawiła

1. PERCEBA O LADO DAS COISAS 

A primeira e mais profunda dica pode fazer toda a diferença na maneira como você conduz a sua vida. Perceber o lado bom da vida é um hábito. Se você ainda não possui essa prática, experimente, comece aos poucos. Durante todos os dias, separe um momento do seu dia e faça uma reflexão e perceba pelo menos, uma coisa boa que tenha acontecido com você. Aos poucos, perceberá que essa atitude passará a fazer parte de sua rotina, e com certeza fará toda a diferença na maneira como você lida com cada desafio.

2. APRENDA A OUVIR 

Tão importante quanto expressar seus sentimentos, saber ouvir também é extremamente necessário. Nos dias de hoje, com tanta correria, muitas vezes acabamos não dando a devida atenção ao que as outras pessoas tem a nos dizer. Aprenda a parar e ouvir. Saiba ter calma e ouvir quando alguém pede sua ajuda. Muitas vezes problemas que parecem enormes e se tornam extremamente simples quando temos quem nos escute com atenção. Seja essa pessoa que sabe ouvir também.

Cara Fuller

3. SEJA CONSCIENTE COM SUAS AQUISIÇÕES 

Sem dúvida, esta é uma atitude essencial para quem deseja atingir uma vida mais simples e plena. Comprar por comprar não vai lhe trazer mais felicidade, pelo contrário, pode até lhe causar mais sofrimento quando você passa a trabalhar exaustivamente, apenas para ganhar mais dinheiro e ter mais bens materiais. Antes de comprar algum produto, experimente fazer algumas perguntas a si mesmo: “Eu realmente preciso disso que estou comprando? O preço que estou pagando por isso realmente vale a pena? Por quanto tempo isto estará na minha vida e quais os possíveis problemas que isso pode me causar?”. Não caia na tentação de comprar por comprar.

4. ENFRENTE SEUS SENTIMENTOS NEGATIVOS 

Viver é um eterno sobe e desce existencial. Com a experiência, vamos aprendendo que não tem como fugir dos problemas. Então, quando algo ruim acontecer, ou algum sentimento negativo lhe invadir, tenha bom senso e acolha e enfrente este sentimento, ao invés de apenas o ignorar. Muitas vezes, durante a infância, aprendemos que existe um lado feio nosso que não devemos mostrar para ninguém. Esta atitude num primeiro momento parece inofensiva, mas, ao poucos, ela vai fazendo com que passemos a enterrar todos os problemas embaixo do tapete. Porém, isso nunca resolve nada. Pelo contrário, muitas vezes faz com que fiquemos muito pior com o passar do tempo.

5.CULTIVE BOAS AMIZADES 

Acho que nem preciso dizer muito sobre essa atitude né? Cultivar boas amizades faz para bem para qualquer pessoa desde que o mundo é mundo. Seja um bom amigo e divida sua vida com quem também gosta de você, seja paciência e aprenda a dividir e a ouvir os seus amigos. Seja aberta a novas amizades e lembre-se sempre que ninguém é perfeito. Amigos são tudo na vida! 💜

Ornella Binni

Mulher, paixão, poesia e empoderamento!

Ryane Leão é daquelas artistas que expressam toda a sua essência, e são mágicas por isso. Negra, poeta, escritora, mulher, artista, empoderada e criativa. Ela divulga as suas criações na sua página chamada de “Onde Jazz Meu Coração”, nome inspirado na música do cantor Belchior, ouça aqui. As suas frases contem mensagens que inspiram, e dão “respiro”, a questões super atuais do universo feminino. Intensa e direta, ela não poupa palavras pra falar das questões que fazem seu coração vibrar. Quer ver uns exemplos?

Que tal seguir e conferir mais do trabalho dela? Acesse: Instagram | Facebook.