7 ilustradoras que você precisa conhecer

Nós somos apaixonadas por todos os tipos de arte. Principalmente, quando se trata de arte feita por mulheres talentosíssimas ao redor do mundo. Por isso, selecionamos aqui 7 ilustradoras que você PRECISA conhecer e seguir hoje mesmo.

  1. Sally Nixon: @sallustration Nós já falamos sobre o trabalho dela, aqui. Sally é americana e retrata através de ilustrações a rotina e situações que toda mulher já passou ou ainda passará pelo menos alguma vez na vida. Seja escovar os dentes durante o banho, sair pra jantar com alguma amiga ou apenas ficar em casa, de pijamas.
Sally Nixon

2. Pri Barbosa: @priii_barbosa Uma ilustradora brasileira, que representa o universo feminino, aceitação e a sororidade através de sua arte. As ilustrações da Pri são facilmente conhecidas pelos traços e também pelos diversos tons de rosa predominantes.

Pri Barbosa

3. Bodil Jane: @bodiljane A holandesa Bodil Jane não poderia ficar de fora da nossa listinha. Dentro das suas temáticas favoritas, estão as ilustrações de pessoas, comidas, lugares e animais. Todas lindas, coloridas e cheias de detalhes.

Bodil Jane

4. Oana Befort: @oanabefort A romena Oana Befort também já passou por aqui (e você pode ver uma matéria inteirinha sobre ela, clicando aqui). Seu trabalho é delicado, realista e cheio de cores. Sua especialidade, por assim dizer, são ilustrações de fauna e flora.

Oana Befort

5. Gemma Corell: @gemmacorell Você provavelmente já conhece o trabalho da inglesa Gemma Corell, sem saber. Já viu aqueles cartoons divertidinhos de uma jovem-adulta perdida na vida, ou então gatinhos preguiçosos? Pois é, essa é a arte dela. Tão bonitinho e engraçado, que não poderia estar de fora da nossa lista.

Gemma Corell

6. Andrea Wan: @andrea_wan Braços, pernas, folhas, galhos… a arte da chinesa Andrea Wan é intrínseca, profunda, íntima. Pessoas desenhadas de maneira inusitada e não convencional, são o que deixam tudo ainda mais especial.

Andrea Wan

7. Amélie Fontaine: @bonjourameliefontaine A francesa que ilustra livros infantis com maestria. Tão coloridos e graciosos que dá vontade de voltar a ser criança para colecionar todos. Conheça o trabalho dela e se apaixone, assim como a gente.

Amélie Fontaine

E agora queremos saber, qual ilustradora você acha que precisa fazer parte dessa nossa listinha? Conta pra gente! Adoramos conhecer trabalhos novos, de gente tão talentosa assim. 🙂

#Respeitaasmina #5: Maud Wagner

Dando continuidade à nossa série de mulheres inspiradoras, Maud Wagner não poderia ficar de fora. Você já parou para pensar como foi o surgimento da tatuagem? Ou como a tatuagem se popularizou? Pois é, Maud é a primeira tatuadora mulher a ser reconhecida. Americana, nasceu no início do século passado e iniciou seus trabalhos como artista de circo. Certo dia, conheceu o tatuador Gus Wagner e ele se encantou pela artista. Assim, ela aceitou sair com ele, se ele ensinasse ela a tatuar. Casaram-se algum tempo depois.

Maud Wagner e seu corpo tatuado

Aos poucos, Maud foi aprendendo técnicas de tatuagem, testando-as em sua própria pele. Algumas de suas tatuagens também foram feitas pelo seu marido. Juntos, tiveram uma filha que (pasmem) começou a tatuar a partir dos 9 anos de idade. Junta, a família viajava pelos Estados Unidos e espalharam sua arte por todo o país.

Gus Wagner tatuando sua esposa

Infelizmente, tatuagens em mulheres não eram bem vistas para a época, e mulheres que tinham o corpo tatuado, sofriam preconceito até então. Somente mais tarde, com o surgimento das pin-ups, que a tatuagem realmente passou a ser aceita e admirada no corpo feminino.

Pin-up com o corpo tatuado

A arte de ter a pele marcada, até hoje divide opiniões pelo mundo. Infelizmente, existem pessoas que são mal vistas ou descriminadas, por terem tatuagens na pele. Porém, aos poucos, mais pessoas estão se conscientizando de que tatuagem não molda o caráter de ninguém, ideia que Maud já vinha pregando enquanto era viva.

Referências: 1 | 2

10 Livros para turbinar a sua criatividade hoje mesmo!

Para nos manter criativos, precisamos sempre pesquisar em novas fontes, aprender diferentes técnicas e adquirir o máximo de conhecimento possível. Recentemente, fizemos um vídeo lá no nosso canal, com dicas de dois livros sobre criatividade que adoramos. Se você ainda não viu, clique aqui. Inclusive, os dois livros que citamos, estão nessa lista do post de hoje também.

Para turbinar ainda mais o seu processo criativo, resolvemos trazer mais algumas dicas em formato de post. E olha que legal, caso você se interesse por algum livro e queira comprá-lo online, basta clicar na imagem do livro que você será redirecionada para o site da Amazon Brasil, com um link exclusivo nosso. Além de comprar em uma plataforma confiável e com preços ótimos, você também estará ajudando financeiramente o nosso projeto. Então, bora “calibrar” essa criatividade? 🙂

1 | ROUBE COMO UM ARTISTA, DE AUSTIN KLEON

Já falamos diversas vezes por aqui a respeito desse livro, inclusive no nosso vídeo lá no canal. “Roube como um artista” é ótimo, pois possui diversos exercícios que lhe ajudam a desbloquear a criatividade. Um livro bem dinâmico, divertido e inspirador.

Sinopse: Verdadeiro manifesto ilustrado de como ser criativo na era digital, Roube como um artista, do designer e escritor Austin Kleon, ganhou a lista dos mais vendidos do The New York Times e figurou no ranking de 2012 da rede Amazon ao mostrar com bom humor, ousadia e simplicidade que não é preciso ser um gênio para ser criativo, basta ser autêntico. Baseado numa palestra feita pelo autor na Universidade do Estado de Nova York que em pouco tempo se viralizou na internet, Roube como um artista coloca os leitores em contato direto com seu lado criativo e artístico e é um verdadeiro manual para o sucesso no século XXI. (Fonte)

2 | POESIA VISUAL, DE CHRIS ORWIG

Poesia Visual é considerado um guia para a inspiração e criatividade fotográfica. Porém, mesmo se você não for da área da fotografia, vale a pena ler. Ele nos ajuda a enxergar a poesia em tudo que há: luz, formas, texturas. Um verdadeiro encanto para os olhos e a alma!

Sinopse: Uma boa fotografia tem o potencial para transcender a linguagem verbal e escrita. Contudo, como criar essas fotografias? Não é o como que é importante, mas o quem e o quê. Quem você é como pessoa, tem um impacto direto no que você captura como fotógrafo. Seja você um amador ou um profissional, arquiteto ou acupunturista, físico ou fotógrafo, este guia fornece inspiração, técnicas simples e tarefas para impulsionar seu processo criativo e aprimorar suas imagens digitais utilizando luz natural sem equipamentos adicionais. Poesia Visual é um livro de fotografias que permite a visão sintética da poesia onde o pouco torna-se muito e o óbvio pode revelar e exteriorizar emoções. Espere encontrar nestas páginas muito mais que simples fotos. Espere se emocionar ou ter a impressão de que a vida é diferente daquilo que você conhece. Elas guardam, além de dicas magistrais de um excelente fotógrafo, o grande mistério da existência, as lembranças, a pura expressão artística, aliada à técnica máxima de um poeta das lentes. (Fonte)

3 | GRANDE MAGIA – VIDA CRIATIVA SEM MEDO, DE ELIZABETH GILBERT

Esse grande livro da autora Elizabeth Gilbert também está na nossa indicação lá do Youtube. Uma publicação espetacular pra quem deseja viver uma vida criativa mais livre e sem tanto medo do que os outros vão pensar. Especial também para as mulheres, pois sua autora tem essa visão feminina sobre o assunto, super recomendado.

Sinopse: Ao compartilhar histórias da própria vida, de amigos e das pessoas que sempre a inspiraram, Elizabeth Gilbert reflete sobre o que significa vida criativa. Segundo ela, ser criativo não é apenas se dedicar profissional ou exclusivamente às artes: uma vida criativa é aquela motivada pela curiosidade. Uma vida sem medo, um ato de coragem. A partir de uma perspectiva única, Grande Magia nos mostra como abraçar essa curiosidade e nos entregar àquilo que mais amamos. Escrever um livro, encontrar novas formas de lidar com as partes mais difíceis do trabalho, embarcar de vez em um sonho sempre adiado ou simplesmente acrescentar paixão à vida cotidiana. Com profunda empatia e generosidade, Elizabeth Gilbert oferece poderosos insights sobre a misteriosa natureza da inspiração. (Fonte)

4 | A ARTE DA CRIATIVIDADE, DE ROD JUDKINS

Pequenas lições, como por exemplo, “se não estiver quebrado, quebre”, ou então “seja maduro o suficiente para ser infantil”, compõem este livro. Sem ordem cronológica específica, você pode ler de trás para frente, ou da maneira que julgar melhor. Um verdadeiro achado!

Sinopse: Professor da University of The Arts London (UAL), no prestigiado Central Saint Martins, referência no ensino de arte e design na Inglaterra, Rod Judkins é especialista em técnicas criativas e consultor de empresas. Preocupado em levar o espírito da criatividade e da liberdade existentes no mundo da arte para a vida cotidiana, ele mostra que pensar criativamente, além de ser a chave para resolver muitos problemas no mundo do trabalho e dos negócios, é uma forma de se relacionar com a própria vida. O livro apresenta técnicas úteis para desenvolver o pensamento criativo e examina o comportamento de mentes brilhantes como Andy Wharol, Steve Jobs e outras personalidades de diversas áreas, além de ensinar como superar obstáculos como insegurança, medo ou falta de motivação. Segundo o autor, criatividade não tem a ver com produzir uma pintura ou um romance, mas com criar a si próprio, um futuro melhor e aproveitar as oportunidades. (Fonte)

5 | VAI LÁ E FAZ, POR TIAGO MATTOS

Um livro não apenas sobre criatividade, mas também sobre empreendedorismo. É pura motivação para que possamos tirar as idéias do papel e fazer acontecer. Até o design do livro é inspirador, cheio de cores, gráficos e frases impactantes.

Sinopse: O mundo está cheio de histórias de empreendedores que começaram do nada. Tiago Mattos, um dos maiores futuristas brasileiros, formado pela Singularity – a universidade erguida no Vale do Silício pelo Google em parceria com a Nasa – vai te mostrar neste livro que, sim, você pode criar uma empresa bem-sucedida do zero se tiver o mindset certo e entender como o mundo está mudando. Porque nunca foi tão fácil fazer. Nunca foi tão fácil fazer um livro, uma música, um filme, uma reunião dos colegas do ensino médio, uma passeata, um partido político, uma casa, um carro, uma declaração de amor, uma viagem ao redor do mundo. Nunca foi tão fácil fazer uma empresa. Nunca foi tão fácil entender que ninguém fará o mundo que você quer por você. Só você. (Fonte)

6 | MOSTRE SEU TRABALHO, DE AUSTIN KLEON

Mais uma vez, Austin Kleon por aqui. Mas o que fazer se esse autor só escreve livros bons? Nessa obra, ele dá 10 dicas de como compartilhar a sua criatividade e mostrar seu trabalho ao mundo e ser descoberto. Sabe aqueles livros para se ter na estante e, seguidamente, dar uma consultadinha? É esse aí mesmo! Uma publicação didática, gostosa de ler, e reler, e reler, e reler…

Sinopse: Depois de Roube como um artista, um manifesto irreverente e repleto de dicas bem-humoradas para ativar o potencial criativo, e Roube como um artista: o diário, o escritor e artista gráfico Austin Kleon ensina ao leitor como compartilhar sua criatividade e tornar seu trabalho conhecido na era digital. Dividido em 10 capítulos com regras transformadoras e objetivas, citações, exemplos práticos e ilustrações bem-humoradas, Mostre seu trabalho derruba de vez o mito do “gênio solitário” ao propor atitudes que valorizam o compartilhamento de ideias durante o processo criativo sem medo de ser “roubado”. Para Kleon, a generosidade supera a genialidade no mundo atual, e a capacidade de estar acessível e de saber usar as redes sociais de maneira produtiva, de forma a criar interesse e curiosidade em torno de seus projetos, é mais efetiva para tornar seu trabalho conhecido e relevante do que o desgastado “networking”. (Fonte

7 | A HISTÓRIA SECRETA DA CRIATIVIDADE, DE ASHTON KEVIN

Esse livro é um verdadeiro tapa na cara a respeito de tudo o que você já aprender ou ouviu falar sobre o que é a criatividade. Livre-se de todos os seus esteriótipos criativos nesse livro surpreendente e cheio de histórias. Toda vez que você lê, você se surpreende.

Sinopse: Quando pensamos nos grandes inventores e gênios criativos, muitas vezes temos a impressão de que seus feitos são resultado de um momento de inspiração. Imaginamos que Mozart ouvia suas composições inteiras na mente antes de escrevê-las, que Einstein desenvolveu a Teoria da Relatividade durante uma conversa informal e que Kandinsky pintava suas obras numa única tarde. Mas, na verdade, a criação está longe de depender da sorte, da simples inspiração ou de algum dom especial. Em A história secreta da criatividade , o professor do MIT Kevin Ashton mostra que o processo criativo é lento, complexo, espinhoso e repleto de falhas, frustrações e recomeços. Por meio de histórias reais e inspiradoras – como a do menino de 12 anos que fez a produção mundial de baunilha crescer no século XIX, da mulher que realizou as primeiras descobertas sobre o DNA e dos irmãos Wright dominando a arte de voar –, Ashton explora algumas das grandes invenções da humanidade para revelar a surpreendente verdade por trás de sua concepção. Ao analisar a trajetória de grandes nomes das ciências, das artes e dos negócios, o autor mostra que a capacidade criativa é inerente ao ser humano. O que faz com que alguns deles se destaquem, no entanto, é um misto de perseverança, trabalho duro e dedicação. De Arquimedes à Apple, dos Muppets à latinha de Coca-Cola, este livro é uma apaixonante investigação sobre o surgimento das ideias – e mostra que todos nós somos capazes de colocá-las em prática. (Fonte)

8 | O CAMINHO DO ARTISTA, POR JULIA CAMERON

Mais uma autora mulher pra lista, yey! Uma publicação cheia de práticas e atividades que irão fazer com que você desperte para a criatividade como um todo. Um verdadeiro tesouro para se ter na estante.

Sinopse: O caminho do artista reúne uma série de exercícios, reflexões e ferramentas para ajudar você a despertar sua criatividade, recuperar a autoconfiança e se livrar dos bloqueios criativos. Organizadas num programa de 12 semanas, essas técnicas vão guiá-lo por uma viagem de autodescoberta, ajudando-o a enfrentar seus medos, crenças e inseguranças – os maiores obstáculos para quem deseja expressar qualquer forma de arte. Este livro desmistifica a ideia de que o processo criativo precisa ser sofrido e extenuante, embora ele requeira uma boa dose de persistência e prática. Com este método, você vai aprender a abandonar as desculpas que o impedem de transformar suas ideias em realidade. Você vai descobrir como criar com mais liberdade e menos autocrítica, usando de forma consciente o potencial criativo que estava represado até agora. (Fonte)

9 | CRIATIVIDADE E PROCESSOS DE CRIAÇÃO, DE FAYGA OSTROWER

A autora e artista Fayga Ostrower é simplesmente um encanto! Prepare-se para viajar pelo mundo do processo criativo com esse livro sensível demais. Nele, a autora fala sobre os principais aspectos do criar, além de trazer um olhar único sobre esse assunto. Uma obra muito bonita e singular.

Sinopse: Com o referencial da arte, mas temática interdisciplinar, a autora encara a criatividade como um potencial próprio de todos os humanos. Nos processos criativos em geral importam: percepção, formas, intuição e imaginação, assim como o crescimento e a maturidade das pessoas. Os pensamentos são ilustrados com obras de arte e análises de seu conteúdo expressivo. (Fonte)

 

 

10 | PENSE COMO UM ARTISTA, DE WILL GOMPERTZ

E para fechar a lista, mais um livro sobre artistas é verdade. Mas, quase impossível falar sobre criatividade sem mencionar estes seres que a usam o tempo todo. A verdade é que no fundo, todos somos um pouco artistas, basta acreditarmos. Encanta-se com os pensamentos e processos de grandes artistas nessa publicação cheia de sentimento e inspiração!

Sinopse: A sabedoria e o pensamento criativo dos grandes artistas, de Da Vinci a Ai Weiwei, que podem ajudar a transforma sua vida Como editor de artes da BBC, Will Gompertz entrevistou e conviveu com muitos dos maiores artistas, diretores, escritores, músicos, atores, designers e pensadores criativos do mundo. E descobriu uma série de traços comuns a todos eles: práticas e processos básicos que estimulam e permitem que seus talentos floresçam. Combinando história da arte e estratégias criativas num livro realmente inspirador, o autor nos convoca a adotar esses processos e práticas. E ensina que, não importa nossa área de atuação, eles podem nos ajudar a alcançar coisas extraordinárias também. Usando como exemplo diversos artistas consagrados entre eles Michelangelo, Van Gogh, Duchamp, Picasso, Andy Warhol, Ai Weiwei e Marina Abramovic, Gompertz trata de criatividade, autoconfiança e persistência. E mostra que para ser bem-sucedido mesmo o mais genial e revolucionário dos artistas precisou, e precisa, pensar diferente, fazer diferente, confiar em si mesmo, ser empreendedor e seguir em frente. Então, pense como um artista e… Seja curioso de verdade: a descoberta das lentes ópticas por Caravaggio mudou a arte para sempre; Pense no contexto mais amplo e no detalhe mínimo: Turner transformou uma obra-prima com uma pequena pincelada de tinta vermelha. Seja empreendedor: como Andy Warhol e Damien Hirst, faça da criatividade seu bem mais valioso; E não tenha medo de errar. É quase sempre o plano B que dá certo: Mondrian passou anos pintando árvores antes de se tornar um mestre da abstração. (Fonte)

E aí, o que achou da nossa lista? Tem mais algum livro que você gostou muito e gostaria de indicar? Deixa aqui pra gente nos comentários, e nos fala também se você gostaria de ver uma PARTE 2 desse post, com dicas de outros livros. 🙂

Vídeo #5: Dicas para viver fazendo o que ama! (Profissões criativas)

Olá pessoas incríveis! No vídeo de hoje, a gente resolveu trazer algumas dicas para as pessoas que desejam trabalhar com profissões criativas (e que AMAM), mas que por algum motivo ainda não conseguiram realizar esse sonho. Decidimos fazer um bate-papo em lugar mais descontraído e diferente, ao ar livre, para poder abordar toda a conversa de forma leve e dinâmica! 😛

Além disso, pra quem assistir todo o vídeo até o final, tem uma DICA ESPECIAL esperando por vocês. Esperamos que gostem! 🙂

INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL!

Resenha: Livro Roube como um artista

Roube como um artista, ou “Steal like an artist”, é um livro com dicas sobre a criatividade, escrito pelo americano Austin Kleon. O intuito do livro é provar que aquela velha frase, “na vida nada se cria, tudo se copia”, é verdadeira. Mas, claro que você não pode sair copiando tudo o que seu concorrente faz! O segredo, é buscar criatividade e ideias em outras fontes.

Se você pinta, por exemplo, não adianta apenas se inspirar nas obras de Picasso, Van Gogh, Caravaggio… Comece a procurar inspiração também em filmes, fotografias, revistas… abra a sua mente! O autor também ressalta que o que há de bom no mundo está aí para ser roubado (E MELHORADO, é claro!).

Para as minhas fotografias, eu costumo buscar inspiração não somente em outros fotógrafos, mas também em filmes, livros, músicas, pinturas e até mesmo conhecendo lugares novos. Um passeio de carro sem rumo pode me dar muitas ideias sobre um ensaio fotográfico, como por exemplo locações, luz do sol, etc.

Outra dica interessante, é escolher 5 pessoas que inspiram você e pesquisar TUDO sobre elas. O próximo passo é descobrir 5 pessoas que inspiram essas 5 pessoas… e assim por diante. Ao final de tudo isso, você conseguirá compreender melhor o processo de criação dessas pessoas e assim construir o seu próprio.

E não se esqueça: leve um caderninho e uma caneta sempre com você! Pois nunca se sabe quando você encontrará algo interessante para roubar, não é mesmo?

Se você gostou do tema, pode adquirir o livro AQUI (é super baratinho), e/ou pode assistir a um TEDx do Austin Kleon  AQUI.