Pagu – Mulheres Criativas

Pagu – Mulheres Criativas

Conheça mulheres inspiradoras e criativas 💜
Seja nossa parceira(o)!
O que fazemos?

Sobre nossos medos e fraquezas

Eu sempre fui uma pessoa calma, ao menos era isso o que a maioria das pessoas me dizia. Sentia meu coração acelerar em determinadas situações desde muito nova, mas sempre imaginei que isso fosse algo natural do ser humano. E é. Até o momento em que você começa a não querer mais sair de casa, e achar que vai morrer sem motivo. Aí, estamos falando da síndrome do pânico.

Tanja Heffner

Pra quem não conhece:

"A síndrome do pânico é um transtorno de ansiedade, caracterizado por um grande medo/mal-estar com sintomas físicos e cognitivos, que se iniciam de forma brusca, e que causam um medo recorrente de morte". (Fonte)

Ou seja, imaginem uma ansiedade típica daquela onde você (pessoa que nunca teve síndrome do pânico) sente antes de apresentar um trabalho na escola ou na faculdade, por exemplo. Aquele friozinho na barriga que sentimos antes de algum compromisso importante, e que é extremamente normal e saudável. Agora, multiplique essa pequena sensação por MIL e faça ela durar em torno de 20 a 30 minutos. Pois é, posso afirmar com precisão que esta não é uma sensação nada agradável.

Como dizia no começo do post, eu sempre fui considerada uma pessoa tranquila, pelo menos pelas pessoas que me viam de longe. O problema era que eu tinha dificuldade em expressar meus pensamentos e emoções (ainda sinto bastante as vezes). Fazer esse texto e relatar tudo isso pra mim é um exercício de eterna consciência de mim mesma. Aceitar os meus defeitos e entender que não tenho controle de tudo, muitas vezes das minhas próprias ações é algo que estou cada vez mais tentando aprender e aceitar. A verdade é que o aprendizado nunca termina.

jordan Bauer

Agora no mês de Dezembro estou parando de tomar medicação, depois de 1 ano e meio indo quase todos os meses ao médico e depois de um ano de terapia, aprendi que eu tenho várias fraquezas, e mais, que as pessoas ao meu redor também as tem, e que não podemos ter medo de assumi-las. Não como forma de nos vitimizarmos ou levantarmos qualquer troféu, muito pelo contrário. Mas sim, porque essa é a nossa condição natural de SER HUMANO. Não podemos ser nada além daquilo que já somos.

Vivemos em um mundo frenético onde cada vez mais nos sentimos pressionados para sermos pessoas perfeitas, filhos, pais, mães, profissionais exemplares que nunca erram. E sem chorar, porque chorar é feio, ainda mais se você for homem. Neste caso, tenho que dizer que nós mulheres saímos na frente, porque pelo menos podemos expressar nossas decepções com mais liberdade, até certo ponto, é claro. As redes sociais estão aí para nos lembrar a todo instante dessa vida perfeita de faz de conta. Sim, digo de faz de conta porque nos esquecemos que nunca seremos assim, que não somos máquinas. Somos seres humanos cheios de defeitos e manias, e que muitas vezes só necessitam de um colo para se sentirem melhores.

E você, está já sofreu alguma vez com seus medos e fraquezas? Já teve medo de assumi-los? Conta pra gente aí nos comentários! Queremos ouvir a sua história!

Qual será o futuro dele?
A palavra da vez é: consistência!
É verdade, o tempo voa

A palavra da vez é: consistência!

Seja na nossa vida pessoal, ou nos negócios, ter consistência é uma das grandes chaves para o sucesso. Ansiosa que sou, demorei um bocado para perceber como ela era essencial na minha vida. Nesse mundo cada vez mais frenético em que vivemos, informações chegam a nós a todo momento. Se você não está consciente da importância de dosar as informações e manter o equilíbrio, certamente cedo ou ou tarde, acabará sofrendo as consequências. Muitas vezes, na ânsia em acertar acabamos colocando os pés pelas mãos, é neste momento que precisamos nos lembrar da importância dessa palavra.

Jamie Street

Segundo o dicionário online, consistência significa:

"Característica de um corpo do ponto de vista da homogeneidade, coerência, firmeza, compacidade, resistência, densidade etc. dos seus elementos constituintes (…)"

Vou dar um exemplo pra vocês, do que vem a ser ter consistência para nós aqui do blog Pagu. Nós gostamos muito de escrever, e adoramos produzir conteúdos pra vocês. Quanto mais posts produzimos, mas visualizações vão surgindo em nosso blog, e consequentemente, mais reconhecimento ganhamos com o nosso trabalho. Porém, de nada adianta simplesmente postarmos todos os textos aqui de uma só vez, sem ordem, todos no mesmo dia, sem divulgação, sem preparação. Certamente se fizéssemos isso, vocês não dariam conta de ler todos, e possivelmente se perderiam no meio de tanta informação nova. Então, quando vamos postando um texto a cada dia, de forma organizada e objetiva, conseguimos atingir um público muito maior, assim como realizar nosso sonho de ser um blog de referência.

Da mesma forma, se você tem alguma habilidade ou talento específico, e gostaria de mostrar isso ao mundo, ter mais visibilidade e ganhar dinheiro com isso, você vai precisar ter consistência na forma como apresenta o seu trabalho as outras pessoas. Isso significa que terá que se sentar e planejar seus objetivos, desenvolver uma marca que seja só sua, uma identidade visual, definir as mídias com as quais irá trabalhar, tudo para que a sua mensagem seja o mais clara possível, e você se torne um profissional sério e respeitado. Dando um passo de cada vez você com certeza chegará mais longe. 

Lindsay Henwood

Entendeu um pouco mais o que quero dizer? Não adianta você querer fazer tudo e saber tudo ao mesmo tempo, isso é humanamente impossível. É preciso que tenhamos planos, objetivos, firmeza e coerência. Sei que parece meio óbvio escrever isso, mas acredite, na nossa rotina diária, muitas vezes esquecemos o poder que a consistência pode ter em nossas vidas.

"Mude
Mas comece devagar,
porque a direção é mais importante
que a velocidade".

Autor Desconhecido

Para finalizar, preparei alguns tópicos sobre o que exatamente ter consistência significa pra mim e pra nós aqui do Pagu, seja na vida particular ou no trabalho. Pensei em algumas lições básicas onde ser alguém consistente pode resultar em uma melhor qualidade de vida. Vamos lá?

Estee Janssens

  • Tudo na vida é equilíbrio. Ser alguém consistente é acima de tudo ter consciência disso, sabendo se respeitar e respeitando as demais pessoas;
  • Vivemos tempos em que podemos ser o que quisermos, e por isso muitas vezes, podemos tomar algumas decisões precipitadas, ou pior, podemos ficar paramos sem saber como agir. Não seja nem um outro e nem outro. Saiba agir antes de estar totalmente pronto, e de ficar parado mesmo que todo mundo saia do lugar;
  • Mudar é extremamente necessário e importante. Porém, tenha sabedoria para saber se uma nova mudança é realmente necessária. Se faça perguntas: eu realmente desejo mudar? Qual o pior que pode me acontecer? O que essa mudança pode significar para mim e para as pessoas que eu amo? O quanto essa mudança poderá interferir no meu trabalho, na minha vida, e na minha consistência como um todo? 
  • Trabalhe em um projeto de cada vez. Seja onde for, qual for o objetivo tenha, delegue sua força para um trabalho de cada vez. Verá que os resultados serão muito mais rápidos e satisfatórios;
  • Tenha paciência. Acima de tudo, entenda que ninguém nesse mundo tem o conhecimento de tudo. Então, tenha calma na hora de tomar suas decisões, e saiba esperar o momento certo para agir, caso precise;
  • Não há como ser bom em tudo, portanto, escolha um caminho e siga em frente;
  • Ser alguém consistente é também ser alguém de palavra. Não seja uma pessoa leviana, ou seja, alguém que julga algo sem nem conhecer. Aproprie-se das coisas que você gosta, e só depois faça algo a respeito.

E aí, gostou das dicas? Que tal deixar a sua opinião aqui nos comentários abaixo? O que ser consistente significa pra você? Queremos saber a sua opinião, e o quanto que isso poder ser importante na sua vida pessoal ou nos seus negócios. 😉

Qual será o futuro dele?
Sobre nossos medos e fraquezas
É verdade, o tempo voa

É verdade, o tempo voa

Unsplash

Sempre achei que fosse uma lenda urbana, mas hoje que percebo que sim, o tempo realmente voa. Então aproveite pra realizar coisas no mesmo ritmo em que ele passa. Já é quase natal e as promessas feitas no dezembro passado são insistentemente ignoradas.

Pare de esperar a segunda-feira para começar a academia, vai na sexta-feira mesmo. Pare de adiar aquela viagem dos sonhos, se for o caso vai sozinho. Pare de lamentar tua infelicidade profissional e procure algo para melhorar isso. Pegue aquele livro que tu tanto quer ler, sente e leia. Faça aquela tatuagem e não liga para o que vão dizer. E sabe aquela vontade de aprender a tocar violão? Comece!

Unsplash

Aproveite o hoje que é certo, o amanhã não é garantia de nada. Como dizem, a vida é uma caixinha de surpresas. Aproveite enquanto mora com teus pais para arriscar um novo emprego. Aproveite que tu não é casado para curtir a vida de solteiro. Aproveite que tu não tem filhos adolescentes para poder dormir relaxado. O mais importante: aproveite cada fase da tua vida.

Ninguém, nunca, vai fazer as coisas acontecerem por ti.

Temos que parar de arrumar desculpas e buscar soluções.

O tempo está passando.

Qual será o futuro dele?
Sobre nossos medos e fraquezas
A palavra da vez é: consistência!
Página 3 de 35
1234567... 35››