Música empoderada: Karol Conka

Se você mora nesse mundo, certamente já ouviu o nome dessa mulher em algum lugar. Ou talvez não saiba quem ela e, mas possivelmente ouviu a sua música em alguma rádio. Karoline dos Santos Oliveira, mais conhecida como Karol Conka, é a atual mulher empoderada da música brasileira que você respeita.

Com suas madeixas rosas, seja de cabelo curto, num black, ou de tranças, a curitibana de  apenas 30 anos, (sim, mulheres de 30 vocês estão na flor da idade), TOMBA MUITO por onde passa.

Eu vou ser sincera pra vocês e dizer que ouço pouca música brasileira. Eu sei, isso é um erro. Com tantos talentos incríveis por ai, as vezes me sinto culpada por não estar tão atenta ao que ocorre na música no nosso país. Mas, sabe, quando vi essa mulher cheia de atitude, negra, de cabelo curto, falando de sexo oral na mulher sem tabu por aí, cara… fui OBRIGADA a parar e escutar. E poxa, devo dizer, essa ela me conquistou demais. ❤

Seja pelos seus clipes lacradores ou pela sua coragem de expor a sua arte, suas músicas exaltam a força da mulher na sociedade.

Sua história de vida e nas artes é a mesma que muitas de nós. De origem humilde, sempre teve afinidade com a música desde jovem, porém, em um meio de poucas oportunidades. No inicio da sua vida adulta, ainda ficou grávida do seu primeiro filho, Jorge, o que foi uma grande surpresa na sua vida. Mãe, mulher, negra, feminista, Karol mesmo assim fez questão de continuar investindo nos seus talentos, e não deu outra, virou esse grande sucesso que é hoje!

Bora ouvir?

https://www.youtube.com/watch?v=9bY4qEFgOrE

A letra dessa última é demais, da uma olhada:

Você me subestima, eu continuo nem aí
Vivo na brisa e o que me incomoda deixa de existir
Se apavora ao ver que cada vez mais posso progredir
Passa, ignora e percebe que não tem pra onde fugir

Vejo você cair, querendo admitir
Que o meu processo apesar de ser lento pode fluir
Herdeira dos meus ancestrais, cultivando a paz, que o verde me traz
Espalho minha mensagem e nada mais (…)

Você demorou muito tempo pra perceber
Que ficar me julgando só te levou a perder
Nessa vida não basta querer ser
Tem que tá na veia, saber fazer

Mas você se distrai, confunde o meu valor
Sai falando demais, fica puto enquanto eu vou
Pronde você não vai, você não vai
Pronde você não vai, você não vai

❤❤❤

Curtiu também? Então siga a cantora nas redes sociais: Facebook | Instagram | Twitter 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *